Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Anna aos Domingos

Aniversário de Marta Batista Ramos


11/10/2020 04:00

Martinha Ramos entre Carlos Gustavo Ramos, Eduarda Guimarães, Marta Beatriz e Betinho Ramos no jantar de comemoração do seu aniversário(foto: marcos vieira/em/d.a press)
Martinha Ramos entre Carlos Gustavo Ramos, Eduarda Guimarães, Marta Beatriz e Betinho Ramos no jantar de comemoração do seu aniversário (foto: marcos vieira/em/d.a press)


Para não quebrar a tradição de comemorar seu aniversário, Marta Batista Ramos fez um petit comité no último dia 2, só para a família e amigos bem chegados, em seu apartamento, na Serra. Foram apenas 20 convidados para não ter aglomeração nas salas. No cardápio, uma paella de frutos do mar preparada pelo chef Nélio, e as velinhas  foram sopradas depois do tradicional Parabéns pra você. A festa só não foi completa porque ela teve que abrir mão da presença dos dois netinhos e da nora Larissa, que ainda está amamentando o mais novo. Afinal, segurança nunca é demais. Mas a vovó coruja fez questão de comemorar a data com os pequenos e almoçou com eles no Parrilla do Mercado. A única filha ausente foi Felícia, que mora em Miami.

JORNADA SOLIDÁRIA
retomada do Torneio de Tênis

Com a flexibilização do isolamento social, os tenistas voltaram à ativa e já estão prontos para continuar a disputa do Torneio Empresarial de Tênis Estado de Minas, em benefício da Jornada Solidária Estado de Minas. O maior campeonato social da categoria, no país, sempre é feito no início do ano, após o carnaval, e antes do torneio de Miami. Infelizmente, por causa da pandemia, teve que ser suspenso no meio dos jogos. Agora, os jogadores deram sinal verde e os jogos serão retomados em quadras particulares. A equipe da Jornada já está em contato com o Minas Náutico Tênis Clube para ver quando eles retornarão às atividades para eventos, para então traçar a estratégia para os jogos das finais, de forma que sejam feitas as premiações, sem grande aglomeração.
 
A artista plástica Klaucia Badaró(foto: Adriana Moura/divulgação)
A artista plástica Klaucia Badaró (foto: Adriana Moura/divulgação)
 

DIA DAS CRIANÇAS
aulas de dança e construção de bonecos

A  Semana das Crianças terá aulas de dança com a bailarina Carol Saletti e Beatriz Apocalypse, do grupo Giramundo, que vai ensinar construção de bonecos no #MemorialValeEmCasa. As atividades serão desenvolvidas de 12 a 16 de outubro, sempre às 10h, sendo que cada dia será para uma faixa etária. Segunda-feira, para crianças de 3 a 4 anos; terça, para crianças de 5 a 6 anos; quarta, de 7 a 10 anos; quinta, atividades dançantes para crianças de 18 meses a 3 anos, acompanhadas por um de seus pais; e  na sexta, atividades dançantes para crianças de 4 a 7 anos acompanhadas por um de seus pais. Já a oficina de bonecos será nos dias 14 e 15, às 10h.
 
Carolina Pinhel com a filha Isabel, Lilian e Mauro Pinhel(foto: marcos vieira/em/d.a press)
Carolina Pinhel com a filha Isabel, Lilian e Mauro Pinhel (foto: marcos vieira/em/d.a press)
 

ALIANÇA FRANCESA
em grande atividade

A Aliança Francesa está a toda nesta pandemia. No dia 26, às 18h, promove o Cine Clube Virtual Bande à Part, em comemoração ao Dia Nacional do Livro, apresentando clássicos do cinema que são adaptações literárias. As inscrições para participar deste bate-papo estão abertas pelo e-mail cultura@aliancafrancesabh.org. Na programação, três filmes que estarão disponíveis gratuitamente, por um link que será liberado após a inscrição. São eles: La bête humaine (1938), de Jean Renoir, adaptação do livro A besta humana, de Émile Zola; La Belle et la Bête (1946), de Jean Cocteau, adaptação do conto A Bela e a Fera, de Jeanne-Marie Leprince de Beaumont; e Le silence de la mer (1949), de Jean-Pierre Melville, adaptação do livro O silêncio do mar, de Jean Bruller.

***

Como falamos, eles não param por aí. No dia 21, a partir das 19h30, tem contação se histórias com Max Hebert e Elise Vieira. Será apresentada  uma prévia do espetáculo Temperos do tempo (Les épices du temps), estreado em 2019 pelos dois atores. O evento tem formato bilíngue, com algumas partes em português e outras em francês.
 
VALE A PENA
conhecer

E também ajudar. A coluna, que tem a maior admiração por Tânia Machado, faz questão de publicar, na íntegra, seu desabafo:“Eu, Tânia Machado, de 70 anos, há 31 continuo trabalhando arduamente para que a Feira Nacional de Artesanato aconteça todos os anos. Normalmente, já não é fácil, pois realizar um evento que tem um custo de R$ 5 milhões a R$ 7 milhões só mesmo acreditando e sendo muito otimista. Agora, este ano, foi o pior, pois além da luta pelo patrocínio, ainda vinha a incerteza se a feira seria autorizada ou não (o prefeito acaba de autorizar). Era uma montanha-russa... de manhã estava superotimista, de tarde no maior desânimo, mas quando o artesão desesperado me ligava eu sempre dizia OLHA, A FEIRA VAI ACONTECER!!! (Mesmo que no fundo eu não tivesse tanta certeza.) Nesse momento, me dava um desespero ao lembrar que 90% dos artesãos brasileiros não estavam vendendo nada ou então menos do que 20% do que vendiam antes. Mas eu acredito muito na força do pensamento positivo. Acredito no SEGREDO, que se você fixar numa ideia, as forças do universo te ajudarão a realizá-la. E, assim, buscando ajuda com Deus, Buda, Oxoxi, Maomé, Nossa Senhora, Inhansã, Jesus Cristo, Ogum, Alá, enfim, todos aqueles que nos cercam, fixava todos os dias com o evento acontecendo, tudo funcionando nos conforme, os artesãos vendendo e os protocolos sendo rigorosamente obedecidos por todos! Além de buscar a minha energia, tinha que neutralizar as dezenas de ligações, zaps e e-mails que recebia de pessoas poucos otimistas, que falavam: “...olha desista, não vai acontecer!”. Eu respirava fundo e buscava força para tirar de meus pensamentos este negativismo. Sonhei muito... sonhei alto. Até escrever para a Pfizer, Oxford, Instituto Butantan, embaixada da Rússia, pedindo que doassem 300.000 doses de vacina eu fiz (e ainda faço). Quem sabe? Ninguém conhece as forças do universo e a força do Segredo. (Vocês já viram o filme? Vale a pena.) Agora, estou na fase de pedinte! Vou precisar de pelo menos 3.500 litros de álcool em gel, 15.000 máscaras (protetores faciais para os idosos já ganhamos), e por aí vai. Dano a escrever para todo mundo. Quem sabe uma alma bondosa não resolve doar, se não tudo, pelo menos parte do que vamos precisar? Assim, todos se preparem, pois, dia 1º de dezembro, as 10h, estará iniciando a 31ª Feira Nacional de Artesanato. Agora, uma novidade – a feira será presencial e virtual. Todo o evento receberá uma gravação 360 graus, e as pessoas que não quiserem ou não puderem ir poderão visitar o evento na sua plataforma, no estilo de uma visita virtual a museus ou Google Street views e ficara no ar até novembro de 2021.”

CANINOS
parque indoor

Os paulistas acabam de inventar o novo xodó dos donos de pets: um cachorródromo. Como o nome diz, um lugar para levar seus totós a brincar com outros da raça, tomar sorvete (é isso mesmo), passear sem tomar sol nem chuva e até namorar. Tem piscina rasa e espaço para fisioterapia também. Os vizinhos do lugar agora rezam para ninguém instalar um gatódromo ao lado. Já imaginaram que briga barulhenta daria? 
 
 
ENCONTRO
descontraído

O grupo de amigas de Tânia Salles preparou um happy hour surpresa, descontraído, para comemorar seu aniversário. A decoradora fez aniversário na terça, mas as amigas deixaram a comemoração para quarta-feira. O encontro foi em torno da piscina da casa de Adriana Vasconcelos Oliveira, por ser uma parte mais aberta, ser possível manter distância, e assim o grupo restrito poder tirar as máscaras de proteção. A mesa estava decorada com folhas de costela-de-adão. Todas foram bem à vontade e aproveitaram para nadar à noite e refrescar do intenso calor. Entre as presenças, Regina Rohlfs, Vania Myrrah, Lucinha Guedes, Vera Comini, 
Sandra Botrel, Carla Calvo 
e Patrícia Duque.

***
 
Por falar em Tânia, ela passou o último fim de semana no Sul. Foi com o filho Rodrigo visitar seu outro filho, Pedro Henrique, e a nora Bruna, que moram por lá. Comemorou seu aniversário antecipado, em família, e o dia D passou com o marido, Georges Perona. No happy hour, contava a loucura do clima por lá. Durante o dia, 38oC, com sensação térmica de 42oC; de noite, a temperatura caiu para 24oC.

***

Neste fim de semana de feriado prolongado, de calor intenso, Tânia e Georges foram curtir sua casa em Escarpas do Lago, bem como Adriana e Eloi Oliveira, Patrícia Duque, e Vanilda e Odílio Júnior. Por sinal, Vanilda e Júnior fazem mudança no balneário mineiro, porque o casal que tem uma casa no alto, com vista panorâmica, optou por trocá-la por uma com marina. Aproveitam a presença da sua decoradora para finalizar a mudança. 
 
KENZO
samurai fashion

Coincidência, a morte do estilista Kenzo ocorreu na semana em que sua marca (vendida há anos) mostrava uma nova coleção – tudo em Paris. Muito se falou da sua moda colorida, floral, divertida que lhe deu fama. O que poucos sabem é que ele se mudou do Japão para a França (ainda na década de 1960) patrocinado pelo governo, tentando abrir o Ocidente para a indústria têxtil japonesa. Com perseverança oriental, conseguiu romper a barreira nos anos 1970 – e vários dos seus patrícios reinaram em Paris nos anos 1980. Nos últimos tempos, estava debilitado – fruto de alguns exageros e noites a fio no carteado, seu hobby preferido. A COVID.19 o levou.
 
BANCOS
Pix & brokers

Dizem que banqueiro não perde dinheiro. Nem quando o dono do banco é o governo. A saber: enquanto o tal do PIX (que permite transferência instantânea de valores entre os correntistas) era anunciado com estardalhaço, alguns bancos oficiais deixaram clientes-investidores perplexos. Sob o pretexto de permitir maior liberdade de escolha ao pequeno investidor, um deles abriu a opção de o próprio cliente fazer suas aplicações pela internet. Ou seja, delegou a quem não entende patavina de bolsa a função de broker. O fato é que com a Selic a 2%, vários investimentos ficaram negativos – e isso virou um problemão para as carteiras dessa área na maioria dos bancos. Nesse caso, ao jogar a batata quente no colo dos próprios clientes, o tal banco ficou livre dessa dolorosa chamuscada nos lucros. E deixou o cliente perdido. 
 
INSTAGRAM
década sem rumo

O Instagram comemorou seus 10 anos de existência. Pela sua influência no cotidiano universal, parece muito mais. Porém, um balanço sério sobre os prós e contras do aplicativo mostra que ele deixou bilionários seus inventores (inclusive, um deles é brasileiro), fez a fortuna dos aproveitadores de plantão (vide ‘influencers’) e infantilizou a comunicação global – com trilhões de besteiras postadas como se coisas importantes fossem. E mais, capturou dados suficientes para condicionar a massa humana global em vários aspectos. Afinal, não foi por causa dos filtros pueris que os chineses trataram de criar o concorrente Tik Tok. Com sucesso, diga-se. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade