Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas ANNA AOS DOMINGOS

Aniversário de futura rainha


postado em 12/01/2020 04:00 / atualizado em 10/01/2020 15:05

Kate Middleton (foto: Seth Wenig/REUTER)
Kate Middleton (foto: Seth Wenig/REUTER)


Na última quinta-feira, Kate Middleton completou 38 anos. A futura rainha do Reino Unido é mãe de filhos e dona de um estilo único, que concilia os diversos protocolos reais com seu gosto pessoal, e sempre arrasa nos eventos oficiais. Algumas marcas têm um espaço reservado em seu guarda-roupa, caso da inglesa Alexander McQueen, que também assinou seu vestido de casamento, em 2011, além da Mulberry, Temperley London e Prabal Gurung, Marcas que, para quem gosta de seguir famosos, estão todas disponíveis na Farfetch aqui no Brasil .Os preços é que desanimam qualquer um: um blazer de Prabal Gurung vale R$16.903; uma camisa Mulberry, R$ 4.207; e um vestido estampado 
de Alexander Mcqueen, R$ 10.530.
 
 
MÃO BOBA
internacional

O assunto fofoca da semana que terminou foi sem dúvida o julgamento do diretor de cinema Harvey Weinstein, acusado de crimes sexuais desde 2013 contra candidatas ao estrelato. Quem ocupou a tribuna de acusação foi Rose McGowan, em nome do movimento #Me Too. Ela foi uma das primeiras a acusar Harvey, em 2017, com fatos que remontavam a 1977. Ela o acusou também de tentar comprar seu silêncio com uma boa grana, mas foi recusado: “Você pensou que podia nos aterrorizar, eu e as outras, a ponto de nos silênciar, mas estava enganado. Nos nos revoltamos juntas. Nós somos livres, nós somos fortes, nós somos belas e você nunca poderia nos calar”. O processo deve durar seis semanas e ainda vem muita lama por aí.


LANÇAMENTO
de coleção

A coluna acaba de receber a comunicação e o convite para o lançamento das coleções de primavera-verão em Paris. A semana de alta-costura está marcada para o dia 21, no Hôtel Marois. Uma das atrações do coquetel será a apresentação do conjunto La Metamorphose.


PENTE PERDE
seu rei

O cabeleireiro francês Jacques Dessange, que influenciou os penteados femininos em todo o mundo, já não existe mais. Morreu na última terça-feira, mas já tinha abandonado sua profissão há muito tempo. Quando comandava o estilo de criações em cabeças famosas, foi o responsável pelas novidades copiadas ao redor da Terra que criava para Brigitte Bardot e Elizabeth Taylor.

LA PALOMA
gavião é solução

O alerta vem de Brasília, onde a população de pombos nas praças é enorme. Como quase todo mundo já sabe, as fezes desses pássaros têm bactérias que provocam doença grave, embora fácil de tratar – caso seja diagnosticada a tempo. Se não for, pode causar até a morte do paciente. Mesmo assim, os ecologistas não apoiam a matança dos bichos. A saída seria usar predadores naturais, como o gavião. Quem mora perto de alguma mata já percebeu que onde existe essa ave de rapina não sobra um pombo vivo.
 
MINOTAURO
cara de pau

A figura do minotauro, que ficou popular como tema de festas infantis e, recentemente, virou sinônimo de empresa cujo valor supera US$ 1 bilhão, agora é jogo de entretenimento. A novidade vem de alguns países da Europa, onde um grupo de marmanjos joga futebol montado num cavalinho de pau (feito de cabo de vassoura), num simulacro de homem + animal, vale dizer, minotauro. Embora seja uma brincadeira (quase) inocente, já tem adeptos sonhando em levá-lo algum dia para as Olimpíadas.
 
MODA
tapetes dos horrores

O circo dos horrores fashion em que se transformou o tapete vermelho dos festivais de cinema repetiu a dose na entrega do Globo de Ouro, em Los Angeles. Embora tenha conseguido garantir meia dúzia de mulheres realmente bem vestidas, a maioria errou feio. A ‘framboesa’ neste quesito ficou com a atriz Michelle Wiliams, que usou um arremedo de túnica grega por cima de uma camiseta com alça que por sua vez tinha uma flor – que mais parecia um inseto. Se bem que a tal da Jennifer Lopez disputou esse ‘prêmio’ com a moça, mas ficou em segundo lugar entre as piores da noite. Agora, é esperar pelas feiuras garantidas pelo povo da música no Grammy (dia 26) e um certo equilíbrio fashion que o Oscar (9 de fevereiro) costuma oferecer ao público.
 
TIRADENTES NÃO
para mesmo

A Mostra de Cinema de Tiradentes, maior evento do cinema brasileiro, chega à sua 23ª edição, de 24 de janeiro a 1º de fevereiro de 2020, com oferta de uma programação diversificada, intensa e gratuita. Serão nove dias com exibição de 113 filmes (31 longas, 1 média e 81 curtas-metragens), divididos em 53 sessões de cinema, 39 mesas de debates, diálogos audiovisuais, a série de seminários Encontro com os Filmes, performances artísticas e musicais, oficinas e lançamentos de livros. A cidade histórica mineira será transformada na capital do cinema brasileiro e irá receber toda a infraestrutura, com instalação de quatro espaços principais para sediar a programação e receber milhares de turistas: Cine Copasa na Praça, Cine-Tenda, Sesc Cine-Lounge e Centro Cultural Sesiminas Yves Alves. “Em 2020, celebramos 23 anos de existência da Mostra de Cinema de Tiradentes, uma trajetória rica que testemunha a força e a diversidade do cinema brasileiro, e cada edição honra com o compromisso de valorizar, promover e apresentar ao público o que é produzido no Brasil, além de ser um lugar de inovação e criatividade, de formação e reflexão, de manifestação e intercâmbio da nossa cultura”, ressalta Raquel Hallak, diretora da Universo Produção e coordenadora geral da Mostra Tiradentes.


IGREJA
capitalismo social

Os debates sobre o futuro da economia mundial, onde a concentração da riqueza nas mãos de poucos e a distância entre pobres e ricos aumenta cada vez mais, parecem que terão, agora, um lugar adequado. Trata-se do chamamento do papa Francisco para que os economistas do mundo inteiro apresentem soluções para o assunto. As propostas selecionadas serão levadas aos organismos mundiais de planejamento. O primeiro encontro está marcado para março próximo. Sinal de sucesso da iniciativa é que acadêmicos ilustres tanto da esquerda quanto da direita estão apoiando a causa.

MEGHAN
riscos mundanos

O mais novo capítulo da novela Harry & Meghan, abandonando a família real da Inglaterra para morar nos States, revela o quanto a moça domina o príncipe maluquinho. Dizem que a ex-atriz, transformada em duquesa, ‘convenceu’ o marido a fazer essa jogada (típica de alpinista social) apostando num retorno triunfal – com a rainha Elizabeth (que adora o netinho ruivinho) dando-lhes uma posição mais prestigiosa na hierarquia familiar para atraí-los de volta. O tempo confirmará – ou não.

POR AÍ...

Em tempo de paradeiro total, Deinha Tamm de Lima e o filho Mário foram passar um mês no Rio. A família tem um apartamento muito bem localizado em Ipanema, a um quarteirão da praia.

Passou quase despercebida entre o povo da moda o falecimento do fotógrafo Antônio Guerreiro – que na década de 1970 foi o mais badalado no assunto pela imprensa carioca, poderosa na época. Com o deslocamento da mídia dita nacional para São Paulo, ele também foi saindo de cena. No período em que brilhou, toda personalidade de moda arte sociedade tinha que ser clicada por ele.

O estilista Celso Afonso, que é presidente do Sindibolsas, dá um rasante em São Paulo para ver de perto a Francal e outras feiras que acontecem por lá a partir de amanhã. Segundo ele, ‘o perfil do empresário do setor é de uma forte resiliência e coragem’, daí seguir em frente em sua caminhada, apesar das dificuldades econômicas. Vários deles, inclusive, estarão expondo na semana paulista de negócios.

O circuito da moda em BH já se movimenta para o inverno, com vários pré-lançamentos agendados entre as marcas de pronta-entrega/atacado –  a partir desta semana. Apesar do otimismo de início de ano, o zum-zum-zum é de que, pelo menos, duas grifes com longa presença no mercado decidiram fechar as portas na temporada invernal.


ME TOO
versão trans

Com  o movimento #me too perdendo fôlego nos Estados Unidos (mesmo com o barulhento julgamento do produtor Harvey Weinstein), a ideia atravessou o Oceano Atlântico, mudou de sexo e ganhou (na França) o nome de #me too trans, obviamente para defender os transexuais. O curioso é que o movimento ‘original’ foi demonizado pelas francesas, com abaixo-assinado contra ele liderado pela atriz Catherine Deneuve. Já a versão trans obteve muitos apoios – pois a classe (de fato) sofre com agressões físicas e alto índice de suicídios. 


Publicidade