Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Garras perigosas


postado em 13/05/2019 05:05 / atualizado em 13/05/2019 10:15

Depois da febre das sobrancelhas artificiais, as mulheres aderem a outra novidade: o alongamento das unhas, usando técnicas em gel, porcelana, fibra de vidro, acrílico. A vaidade tem que enfrentar outro problema, que é a alergia provocada pelos componentes do adesivo e os ingredientes usados. O sinal de alerta surgiu longe, na Associação Britânica de Dermatologistas. Como a mania chegou aqui, as alergias também aumentaram e podem significar o afrouxamento das unhas ou uma vermelhidão com comichão, não apenas na ponta dos dedos, mas em qualquer parte do corpo que tenha entrado em contato com as unhas, incluindo as pálpebras, face, rosto.

Como atualmente as mulheres profissionais ou executivas viajam muito e precisam estar o tempo todo com as unhas em ordem, elas acabam adotando as unhas em gel e as de acrílico, porque são mais simples de manter. Na técnica de unha de porcelana, usa-se um líquido e um pó acrílico, o que faz com que a unha fique um pouco “arenosa” e áspera. Mas se a profissional for cuidadosa, consegue fazer uma unha fina e delicada, ideal para usar com esmalte por cima.

No caso da unha de gel, essa é uma técnica que usa um gel para modelar a unha, que seca em uma cabine de luz ultravioleta. Permite um acabamento mais bonito, pois o gel é um material fino e quase transparente. O resultado é uma unha mais lisa e pode ser usada sem esmaltes. Por fim, a unha de Acrigel usa uma camada de pó acrílico da porcelana entre as camadas de gel, o que ajuda a dar mais resistência à unha. As unhas são limpas e preparadas antes de receber o gel. Depois, as camadas de gel são aplicadas com um pincel, entre uma camada e outra. Depois, as mãos ficam alguns minutos dentro da cabine de luz ultravioleta para a secagem do gel.

Com relação à retirada dessa unha de gel, ela não pode ser removida por imersão e deve ser cortada da unha, enquanto as acrílicas ou com polimento em gel devem ser removidas por imersão em acetona. As unhas que contêm acrilato também podem causar danos físicos às unhas e cutículas quando elas são removidas, seja por polimento, raspagem ou imersão em acetona.

O comunicado da Associação Britânica baseou-se em um estudo que descobriu que 2,4% das pessoas testadas tinham alergia a pelo menos um tipo de químico metacrilato. O estudo analisou três tipos principais de aprimoramentos de unhas contendo metacrilatos: unhas de gel, unhas acrílicas e com polimento de gel. As preocupações foram levantadas sobre as três opções, mesmo que aplicadas profissionalmente.

Quando os produtos entram em contato com qualquer parte da pele, pode ocorrer a sensibilização aos produtos químicos. Isso é muito provável quando as pessoas aplicam um produto por elas mesmas com kits caseiros ou o aplicam com profissionais sem treinamento suficiente. De acordo com o estudo, o risco é particularmente alto para manicures, esteticistas e outros profissionais que trabalham com aprimoramentos de unhas.

Se alguma coisa der errado e a unha ficar mais fraca, fina ou quebradiça, ou se a paciente perceber algum sinal de alergia, a conduta correta é procurar um dermatologista, que irá tratar a alergia e pode indicar fórmulas tópicas e orais, principalmente com silício Exsynutriment, para fortalecer as unhas. Muitas vezes, o material se descola juntamente com as unhas, deixando a lâmina mais fina e quebradiça. Os sinais de bactérias são pontos esverdeados nas unhas e fungos, pontos amarelados e pretos. Sempre que aparecerem esses sintomas, deve-se retirar o material. Nunca retirar o material sozinha, pois pode danificar ainda mais, então procure um profissional habilitado.


Publicidade