Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

O mundo dá as costas para o Brasil, visto como ameaça na pandemia

Os exportadores de frangos receberam uma informação preocupante: o departamento de agricultura das Filipinas pode criar embargos à carne brasileira


15/04/2021 04:00 - atualizado 15/04/2021 07:16

 Frangos em granja: produtores podem deixar de vender para outros países com compradores temendo risco de contaminação pela COVID-19(foto: Emmanuel Pinheiro/Estado de Minas - 6/12/05)
Frangos em granja: produtores podem deixar de vender para outros países com compradores temendo risco de contaminação pela COVID-19 (foto: Emmanuel Pinheiro/Estado de Minas - 6/12/05)
Nas últimas semanas, ao menos 100 países estabeleceram uma série de restrições para dificultar a entrada de brasileiros. O motivo é o mesmo: o Brasil é atualmente o epicentro da pandemia do coronavírus, apesar de muitas autoridades continuarem a negar a gravidade da situação.

Além de provocar estragos óbvios no turismo, as barreiras afetam diversos setores. Os exportadores de frangos receberam nos últimos dias uma informação preocupante: o departamento de agricultura das Filipinas pode criar embargos à carne brasileira.

O motivo é o temor do governo local em enviar técnicos para inspecionar frigoríficos no Brasil e expor seus funcionários ao risco de contaminação. Até o esporte sofre. Nesta semana, a Seleção Brasileira Feminina de Basquete descobriu que não poderá disputar o sul-americano da categoria. A Colômbia, sede do torneio, vetou a entrada das jogadoras. Como se vê, o mundo decidiu virar as costas para o Brasil.
 
 
(foto: Marcos Correa/ PR 25/3/19)
(foto: Marcos Correa/ PR 25/3/19)

''Nossa economia não depende do turismo''

Luís Fernando Serra, embaixador brasileiro na França, ao comentar a suspensão de voos da Europa para o Brasil por causa da pandemia. O turismo, ressalte-se, responde por 8% do PIB


 
 

Smart Fit amplia negócios no México

 
(foto: Smart Fit 21/5/19 )
(foto: Smart Fit 21/5/19 )
A rede brasileira Smart Fit assinou um memorando de intenções com o grupo Sports World, dono de 58 academias no México e que está avaliado em R$ 150 milhões. Entre outras ações, o contrato prevê a junção da Sports World com a Latamgym, subsidiária mexicana da Smart Fit. Iniciado há uma década, o processo de internacionalização da Smart Fit foi bem-sucedido. Atualmente, a companhia está presente em treze países da América Latina, região que continua a ser o principal foco do grupo.
 

Samsung está em busca de boas ideias


Você tem uma ideia consistente para um novo negócio na área de tecnologia? Se a resposta for sim, a Samsung pode ficar interessada em contribuir para o desenvolvimento de seu projeto. A empresa sul-coreana lançou no Brasil o programa de capacitação Ocean Novos Negócios, que consiste principalmente em estimular a criação de soluções inovadores para dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Os vinte projetos selecionados terão mentoria da Universidade de São Paulo.

JHSF fatura com fuga para o interior


A fuga para o interior, movimento estimulado pela possibilidade de trabalhar em casa, revigorou os resultados da JHSF, empresa que controla shoppings, hotéis e empreendimentos voltados para a alta renda. As vendas da Fazenda Boa Vista, condomínio de luxo mais exclusivo do Brasil, subiram 36% no primeiro trimestre na comparação com o período anterior. No Boa Vista Village, segunda fase do projeto que também fica na cidade de Porto Feliz, no interior paulista, as transações dispararam 1.600%.
 

22%

foi quanto cresceu a produção de motos no Brasil em março na comparação com o mesmo mês do ano passado. Para a Abraciclo, a associação dos fabricantes, o resultado sinaliza o início da retomada

RAPIDINHAS


» O Sindicato Nacional da Indústria Farmacêutica (Sindusfarma) avalia que o aumento médio de 8,15% para os medicamentos vendidos sob prescrição não será suficiente para compensar a pressão de custos gerada pela pandemia. O reajuste com vigência imediata foi anunciado há alguns dias pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos.

» Dois nomes conhecidos da área de aviação se associaram para criar uma empresa de propriedade compartilhada de aeronaves: Marcos Amaro, filho do fundador da TAM Rolim Amaro, e David Barioni, ex-presidente da própria TAM, uniram forças para lançar no mercado a Amaro Aviation. A ideia é oferecer também serviços de táxi-aéreo.

(foto: Martin Bernetti/AFP 18/9/20)
(foto: Martin Bernetti/AFP 18/9/20)

» A aviação foi um dos setores mais afetados pela crise do coronavírus. Desde março do ano passado, as quatro principais companhias aéreas da América Latina (Aeromexico, Avianca, Copa e Latam) cancelaram o arrendamento de 130 aeronaves. A Latam (foto) é um exemplo das dificuldades. No final de 2019, a empresa tinha 342 aviões. Agora são 289.

» A fabricante de produtos de higiene Granado não se intimidou com a crise. Apesar do fechamento temporário de lojas, a empresa cresceu 4% em 2020, o que se deve em boa medida às vendas online. A meta para 2021 é ambiciosa: abrir oito endereços próprios e encerrar o ano com aumento de 15% das vendas.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade