Publicidade

Estado de Minas

Grandes empresas e as iniciativas para preservar empregos

A pandemia do coronavírus obrigou empresas de diversos setores a adotar uma série de medidas para preservar empregos e proteger funcionários


postado em 16/04/2020 04:00 / atualizado em 16/04/2020 07:06

Daniel Castanho, do Grupo Ânima é idealizador do Movimento Não Demita, que busca preservar empregos na crise do coronavírus(foto: Renato Stockler/Na Lata 26/5/14)
Daniel Castanho, do Grupo Ânima é idealizador do Movimento Não Demita, que busca preservar empregos na crise do coronavírus (foto: Renato Stockler/Na Lata 26/5/14)

A pandemia do coronavírus obrigou empresas de diversos setores a adotar uma série de medidas para preservar empregos e proteger funcionários durante a crise. Uma das maiores seguradoras do país e signatária do “Movimento Não Demita”, a Porto Seguro não só não vai pagar os salários integrais como decidiu complementar a remuneração dos profissionais de renda variável, como corretores. Além disso, criou linhas de crédito para os colaboradores em dificuldades financeiras. Na Porto, 8 mil dos 13 mil funcionários passaram a trabalhar em casa e aqueles que precisam se deslocar usam os serviços de um aplicativo de táxi para reduzir os riscos de contaminação nos transportes públicos. No grupo de educação Ânima, presidido por Daniel Castanho, um dos idealizadores do “Movimento Não Demita”, uma parceria com operadoras de telefonia levou internet 5G para alunos e professores, facilitando a adoção do sistema de ensino a distância. São exemplos que deveriam ser seguidos por outras empresas.

CBF deveria liberar R$ 700 milhões para os clubes

A consultoria de marketing esportivo Sports Value preparou um relatório com sugestões para aliviar a crise do futebol brasileiro. Uma proposta chama a atenção: usar os R$ 700 milhões que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) tem em caixa para socorrer os clubes. A ideia é boa. A CBF deve todo o seu vigor financeiro aos times – eles, afinal, são os responsáveis pelo espetáculo esportivo. Outra proposta defendida pela consultoria é a redução de 25% das folhas salariais dos clubes.
 

Parar de doar para a OMS durante uma crise global de saúde é tão perigoso quanto parece

Bill Gates, fundador da Microsoft, criticando a decisão do presidente americano, Donald Trump, de interromper o envio de recursos dos Estados Unidos para a Organização Mundial da Saúde

 

Sem coronavírus, construção estava prestes a decolar

A Neoway, maior empresa de Big Data da América Latina, e a Tendências Consultoria produziram um estudo sobre os desempenhos das áreas de infraestrutura e construção civil. Em março, o setor encolheu 2,1% na comparação com fevereiro. Em relação ao mesmo mês de 2019, avançou 6,7%. Nos últimos doze meses, cresceu 15,1%. A pesquisa, chamada de Índice de Atividade da Construção Imobiliária, mal captou os estragos da coronavírus, mas mostra que, sem a pandemia, a construção iria decolar.

Na Riachuelo, vendas do e-commerce disparam 124%

A situação do varejo não é fácil, mas algumas empresas encontraram boas alternativas de faturamento. Na Riachuelo, as vendas nos canais digitais cresceram 124% entre 4 e 12 de abril na comparação com o mesmo período do ano anterior. A empresa também detectou forte crescimento no tráfego da plataforma de e-commerce: 56% na comparação anual. A crise veio de surpresa, mas a Riachuelo (foto) estava preparada. Em 2019, investiu R$ 168 milhões na modernização das áreas digitais.

RAPIDINHAS


•  A educadora financeira Heloisa Cruz, gestora do clube de investimentos Stoxos, se tornou popular no Twitter ao produzir análises interessantes sobre o mercado de ações. Isso a ajudou a vender cursos e dar entrevistas na TV. Com o sucesso, ela ampliou seu universo de opiniões – mas acabou ultrapassando uma linha perigosa.

•  Heloisa defende um golpe militar. “A democracia brasileira não está funcionando. Preferia que o Exército assumisse”, escreveu no Twitter. “Não faz sentido comprometer a próxima geração porque governadores e legisladores querem destruir o presidente.” O que a educadora não sabe é que, sem democracia, não há liberdade para vender cursos ou dar entrevistas na TV.

•  A companhia aérea Emirates começou a fazer testes rápidos para a COVID-19 em todos os passageiros que embarcarem do Aeroporto de Dubai. Os exames de sangue, realizados com o apoio de autoridades de saúde, ficam prontos em dez minutos. Se o resultado for positivo, o passageiro será encaminhado para o hospital.

•  A Ticket, marca de benefícios de refeição da Edenred, realizou um levantamento entre os dias 24 e 26 de março com usuários de benefícios como o Ticket Restaurante. Para 30% dos entrevistados, o benefício-refeição continua sendo a principal forma de custeio de suas refeições, mesmo durante a quarentena.

US$ 24 bilhões foi quanto Jeff Bezos, fundador da Amazon, adicionou à sua fortuna em 2020, apesar da crise do coronavírus. O aumento se deve à valorização das ações da Amazon



Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade