Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas MERCADO S/A

Tarcísio Freitas: "Você gasta uma energia enorme para demonstrar o óbvio"

Ministro da Infraestrutura se diz irritado com a letargia no processo de renovação antecipada das concessões ferroviárias, pleiteadas por empresas


postado em 07/10/2019 04:00 / atualizado em 07/10/2019 12:23

(foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
(foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
 
"Você gasta uma energia norme para demonstrar o óbvio"
 
 
Em evento do setor ferroviário realizado há alguns dias, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, estava irritado com a letargia de certos setores. “Às vezes, você gasta uma energia enorme para demonstrar o óbvio”, declarou. Freitas se referia ao processo de renovação antecipada das concessões ferroviárias, pleiteada por empresas como Rumo, VLI e MRS. Na manhã daquele dia, o ministro havia participado de um painel técnico no TCU, em Brasília, convocado para debater o pedido feito pela Rumo para prorrogar a concessão por mais 30 anos, de 2028 para 2058, em troca de investimentos na via e em obras de contrapartida.

O ministro disse estar cansado de repetir argumentos que incluem, segundo ele, aumento da capacidade da ferrovia, ganhos para a economia nacional, geração de empregos e benefícios para 33 dos municípios cortados pelos trilhos. “E a gente fica se explicando o tempo todo”, lamentou. No mesmo evento, Freitas assegurou que a renovação da malha paulista sai ainda em 2019. 
 
40%
foi quanto cresceu a abertura de negócios focados em e-commerce no Brasil em 2019, segundo dados da Ebit-Nielsen. Atualmente, 930 mil lojas virtuais operam no país
 
 
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)
 
 
 

Sempre quis fazer o que eu faço hoje, mas nunca achei que fosse dar certo. Aprendi isso navegando: quem sonha não pode dormir. Tem de fazer%u201D

Amyr Klink, navegador, escritor e empreendedor

 
 
LGPD 1: Só 15% das empresas estão preparadas

Falar em bug do milênio pode ser exagero, mas as empresas não deram a devida atenção ao assunto. Especialista em Direito Digital, o advogado Renato Opice Blum diz que só 15% das grandes e médias companhias estão em conformidade com a LGPD. “Quem demorar para iniciar o processo não vai conseguir finalizá-lo a tempo”, afirmou durante evento sobre o tema realizado em São Paulo. “Aí as companhias estarão sujeitas a multas outras punições, que poderão provocar até o encerramento delas”.
 
Rapidinhas
 
 
(foto: Renato Weil/EM/D.A Press)
(foto: Renato Weil/EM/D.A Press)
 
 
» A indústria da laranja está aquecida. Entre janeiro e agosto, ela criou 39.297 postos formais de trabalho, ou 6,6% do total das vagas geradas no Brasil. “Estamos num ano de safra grande e esses dados mostram a importância do setor para o desenvolvimento do país”, diz Ibiapaba Netto, diretor da Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos.

» O consumidor reconhece a importância do Cadastro Positivo, em vigor desde julho. Uma pesquisa realizada pela fintech Lendico com 1,5 mil pessoas que pediram empréstimo na plataforma constatou que 84% delas aprovam a iniciativa. O Cadastro Positivo identifica bons pagadores a partir de informações de 137 milhões de consumidores.

» O Itaú Unibanco está adotando realidade aumentada para treinar operadores do seu centro de monitoramento de segurança. Óculos especiais permitem a interação dos profissionais com objetos virtuais integrados ao mundo físico. Com isso, diz o banco, é possível simular situações típicas da rotina de trabalho.

» Apesar da crise, a Argentina vai atrair US$ 800 milhões em investimentos da Amazon. Segundo a agência Bloomberg, a empresa pretende construir um datacenter em Buenos Aires. Por que a Argentina? A Amazon está de olho na nova Lei da Economia do Conhecimento, que oferece incentivos à exportação. 
 
 
Totvs vai abrir laboratório nos Estados Unidos

A brasileira Totvs, uma das maiores empresas de software do país, vai abrir um laboratório em Raleigh, na Carolina do Norte. A cidade é referência em inovação nos Estados Unidos, com 50% da população composta por bacharéis e 20% com doutorado. “Fomos a primeira empresa da América Latina a se estabelecer no Vale do Silício e é com esse espírito que estamos chegando a uma das regiões tecnológicas que mais cresce nos Estados Unidos”, diz Vicente Goetten, diretor-executivo do Totvs Labs.
 
 
LGPD 1: Lei é o novo bug do milênio?

Prevista para entrar em vigor em agosto de 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados, que define normas para o uso de informações de pessoas e empresas, tem preocupado o mundo corporativo. Segundo Vanessa Fonseca, especialista em cibersegurança da consultoria Accenture, muitas companhias comparam os desafios impostos pela LGPD ao bug do milênio, como ficou conhecido o temor generalizado de pane em todos os sistemas na virada de 1999 para 2000. Ela garante, porém, que isso é um exagero sem sentido. 
 
 
 
 


Publicidade