SIGA O EM

TORONTO: Capital da diversidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 985518, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Declev Reynier/Turista profissional/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'Nathan Philip Square, que foi palco da abertura dos Jogos Panamericanos de 2015, \xe9 espa\xe7o de lazer da popula\xe7\xe3o', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083125519203o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985519, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Oug Brown/Getty Images', 'link': '', 'legenda': 'Casa Loma \xe9 um castelo deslumbrante que fica dentro da cidade', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083129405437a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985520, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Divulgacao', 'link': '', 'legenda': 'Lago Ont\xe1rio atrai praticantes de esportes n\xe1uticos', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083135463128u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985521, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Declev Reinier/Turista Profissional/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'O moderno e o antigo convivem bem na arquitetura das ruas de Toronto', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083145984570i.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985522, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Declev Reinier/Turista Profissional/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'C\xe2mpus da Universidade de Toronto, situada ao norte do Financial District, que recebe estudantes de v\xe1rias as partes do mundo', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083152577410u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985523, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Declev Reinier/Turista Profissional/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'O Art Gallery of Ontario (AGO) \xe9 um museu de arte que se transforma em ponto de encontro alternativo', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083200257734i.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985524, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Declev Reinier/Turista Profissional/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'A CN Tower \xe9 a terceira torre mais alta do mundo e, l\xe1 de cima, \xe9 poss\xedvel ver a cidade em 360\xb0', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083207677660o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985525, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Declev Reinier/Turista Profissional/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'O mercado de St. Lawrence \xe9 um lugar gostoso para visitar, comer e fazer compras', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083511209127a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985526, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Ludymilla S\xe1/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Peixes frescos e frutos do mar s\xe3o comercializados no mercado mais famoso de Toronto', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083601255905a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985527, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Ludymilla S\xe1/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Interior do mercado: diversidade de produtos vendidos ali atrai turistas e moradores locais', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083634121675u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 985528, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Ludymilla S\xe1/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Cataratas do Niagara, do lado canadense, s\xe3o um passeio imperd\xedvel para ver uma das maravilhas do mundo', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/05/721845/20160105083651150000a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 05/01/2016 00:12 / atualizado em 05/01/2016 08:53

Ludymilla Sá /Estado de Minas

Declev Reynier/Turista profissional/Divulgação

Se Nova York é considerada a esquina do mundo, não seria exagero dizer que Toronto é o mundo distribuído em 641 quilômetros quadrados. Maior cidade do Canadá, a Província de Ontário é a quarta maior da América do Norte e tem 5,5 milhões de habitantes só na região metropolitana. Desses, mais da metade são imigrantes do mundo inteiro. A diversidade racial, inclusive, é uma das características mais marcantes da cidade, observada por canadenses e estrangeiros.

Reconhecida mundialmente como a primeira capital pós-racial do mundo, mais de 70% de seus habitantes nasceram de uma relação entre pessoas vindas de mais de 40 países diferentes, incluindo o Brasil. Não é raro encontrar filhos de japoneses com escoceses, iranianos com coreanos, ingleses com mexicanos por suas largas avenidas.

Oug Brown/Getty Images

Em contraste a esse fenômeno de miscigenação, Toronto também é famosa pelas comunidades étnicas. Chinatown, Koreatown, Little Portugal, Little Italy, sem citar as menos conhecidas, são destino certo, especialmente dos turistas, que poderão se deliciar, por exemplo, com a culinária nativa feita com ingredientes vindos dos países de origem.
Divulgacao

Toronto, a antiga York, é uma cidade alegre composta por edifícios altos e modernos que se misturam a outros de arquitetura vitoriana. É um lugar vibrante, que vive seus dias mais alegres no verão, período em que as pessoas ganham as ruas para aproveitar os dias de sol.

No inverno, que pode atingir os 40 graus negativos, grande parte da movimentação da cidade fica no subsolo, onde foi construído o PATH, um complexo comercial com 30 quilômetros de extensão, temperatura agradável e toda uma estrutura que inclui praças de alimentação, bancos, farmácias e lojas requintadas. Mais de 50 prédios e condomínios são conectados pelo PATH, além de 20 garagens e cinco estações de metrô, compreendendo uma opção ideal para se deslocar no Centro mesmo em dias de muita neve. Assim é Toronto, uma cidade organizada, moderna e plural, sempre disposta a abraçar as mais variadas culturas do mundo inteiro.

 

UMA CIDADE MODERNA

 

Declev Reinier/Turista Profissional/Divulgação

Declev Reinier/Turista Profissional/Divulgação

Toronto é uma cidade fascinante. E muitas características contribuem para isso. A capital da Província de Ontário tem vida cultural intensa, diversas atrações e programas para todos os gostos. Mas é uma cidade grande e vertical, com predominância de aço e concreto, apesar de a arquitetura mesclar modernidade com prédios da era vitoriana. De qualquer forma, visitar a costa leste do Canadá sem conhecer o local seria um pecado.

Andar pelas ruas da antiga York, fundada em 1834, é a maneira mais legal de conhecer a cidade, que está localizada às margens do Lago Ontário. É relativamente nova, já que nasceu no século 18, quando a coroa Britânica comprou aquelas terras, então pertencentes ao Mississauga (indígenas originalmente habitantes da região). Atualmente, é a capital comercial do Canadá e, assim sendo, sede de diversas empresas e bancos mundiais. Com seus prédios imponentes, é moderna, cheia de centros empresariais e repleta de gente do mundo inteiro apressada para fechar grandes negócios.

Mas Toronto é diversão também. A parte mais movimentada do Centro fica na região da King Street, Queen Street, Spadina Avenue e Yonge Street. É importante percorrer a região a pé. Afinal, lá podem ser encontradas boas opções de restaurantes, lojas e diversos hotéis.

Os principais pontos turísticos de Toronto, no entanto, ficam no Centro da cidade. No coração dela está localizado a Younge-Dundas Square – a Times Square de Toronto. A praça, localizada no cruzamento entre a Dundas St e a Yonge St, a maior rua do mundo, é cercada por grandes letreiros de propaganda e espaço para muitos eventos culturais.

Durante o percurso, é possível ver a CN Tower de diversos ângulos. A torre de comunicação é a terceira mais alta do mundo e um dos pontos turísticos mais importantes do país. Tem vista panorâmica deslumbrante durante o dia e à noite, que pode ser vislumbrada durante um jantar e um almoço no restaurante localizado no último andar. O restaurante, inclusive, faz um giro de 360 graus, possibilitando a vista de todos os lados da cidade. Para quem gosta de aventura, é possível também andar sobre uma plataforma de vidro ou fazer a edge walk, uma caminhada do lado de fora, em uma outra plataforma vazada, que fica a 356 metros de altura.

Da CN Tower, é bem fácil visitar outros pontos interessantes caminhando, como o Rogers Centre, o Ripley's Centre, o Ripley's Aquarium of Canada, excelente opção para as crianças, e o Steam Whistle. O Rogers Centre é um estádio de baseball bastante movimentado em dias de jogos do Blue Jays, o time de baseball de Toronto. A Steam Whistle é uma cervejaria artesanal, que oferece tours guiados para os turistas conhecerem o processo de produção da cerveja. Para quem curte esporte, vale também uma visita ao Hockey Hall of Fame, uma espécie de museu da fama, que é interativo, dedicado ao hóquei e às estrelas do esporte, bastante popular no país.
Declev Reinier/Turista Profissional/Divulgação


VIAGEM NO TEMPO

Para conhecer um pouco da antiga Toronto, é importante visitar a Casa Loma, um castelo construído dentro da cidade. O prédio com 98 quartos pertenceu a um rico empresário e se tornou museu. Perto dela está localizado o Spadina Museum, um museu-residência onde todas as visitas são guiadas, e que conta a história da família Austin, residente da casa no passado.

Declev Reinier/Turista Profissional/Divulgação
  
Para quem gosta de passeios culturais, outras alternativas são o Art Gallery of Ontario (AGO), museu de história natural e cultura; o Royal Ontario Museum, que tem fósseis de dinossauros; e o Ontario Science Centre, ideal para famílias com crianças.

PROGRAMA CULT

Para os “alternativos”, o AGO também é uma opção. Toda primeira quinta-feira de cada mês (First Thursday at the AGO), o museu se transforma em um verdadeiro ponto de encontro de jovens hipsters da cidade. Nessa ocasião, o local é aberto das 19h às 23h30. Durante esse tempo, é possível assistir a performances artísticas e a shows de bandas locais. Vale muito a experiência! 

 

GASTRONOMIA PLURAL

 
Downtown Toronto é como um quadrilátero grande, onde se concentram diversos distritos. Cada um é conhecido por suas características próprias. Se o objetivo é ficar próximo dos edifícios comerciais e bancos, o Financial District é o mais indicado. Já quem gosta de moda e design pode se hospedar no Fashion District. De qualquer forma, locomoção entre os distritos não será problema. Toronto tem uma diversidade de transporte público e é seguro. Mesmo durante a noite.

O custo com hospedagem na capital da Província de Ontário é alto, especialmente no verão, de maio a setembro, quando as temperaturas ficam mais altas. As diárias nos hotéis costumam ser salgadas, mas uma alternativa para fugir dessas tarifas é ficar em um local do tipo bed & breakfast, que é mais simples, ou em um hostel. Há muitos do tipo e de boa qualidade por lá.
Declev Reinier/Turista Profissional/Divulgação

Ludymilla Sá/EM/D.A Press

Onde e o que comer

Toronto é conhecida por ser uma cidade multicultural, haja vista que mais da metade da população é formada por imigrantes. E essa pluralidade cultural se reflete na cozinha. Além da culinária francesa e inglesa, muito presentes em razão da colonização, há opções da cozinha chinesa, tailandesa, japonesa, italiana e fusion (mistura de sabores do Oriente e do Ocidente). Para começar o dia, bom é comer panquecas com bacon ou com o maple syrup (xarope de bordo, árvore típica e símbolo do Canadá. Sua folha estampa a bandeira do país).

Um lugar gostoso de visitar e indicado para comer é o St Lawrence Market, mercado de produtos típicos, localizado em Old York. É considerado um dos melhores mercados do mundo. No Edifício Sul está o comércio propriamente dito, espaço que reúne barraquinhas de pães, massas frescas, carnes, peixes, frutos do mar em geral, queijos, embutidos, doces, frutas, verduras, diversas guloseimas e iguarias.

Lá também funcionam barraquinhas, que vendem comidas bem variadas. O Buster's Sea Cove é uma ótima opção para quem gosta de frutos do mar. Eles vendem um sanduíche de lagosta delicioso. A iguaria vem acompanhada de salada de repolho e batata frita. A Carousel Bakery também é uma opção. Nesse restaurante é possível encontrar o tradicional peameal bacon, que é um sanduíche típico, completamente recheado de bacon. Outro lugar que reúne várias opções de restaurantes é o Kensington Market. Lá, é possível saborear um fish & chips bom e barato e comer churros de sobremesa.

Ludymilla Sá/EM/D.A Press


Espetáculo natural

Quem visita Toronto deve incluir no roteiro de viagem uma ida a Niagara Falls. A cidade fica a 140 quilômetros da capital da Província de Ontário e abriga as belíssimas Cataratas do Niagara, na fronteira entre o Canadá e os Estados Unidos. Com um volume médio de 2.400 metros cúbicos por segundo, as cataratas do Rio Niagara são um dos maiores espetáculos naturais do mundo. É inesquecível a visita. Elas são compostas por três grandes quedas, conhecidas por cataratas canadenses, cataratas americanas e véu de noiva. As canadenses são as maiores e é possível vê-las bem de perto. Durante o dia, as quedas d'água são iluminadas pelo sol. À noite, o espetáculo é artificial. Elas são iluminadas por canhões de luzes coloridas e ficam parecidas com um arco-íris.

Do lado canadense, as cataratas estão cercadas pela cidade de Niagara Falls. O lugar é uma mini Las Vegas, com cassinos e uma veia comercial grande. Há restaurantes famosos, como o Hard Rock Cafe, muitos parques, museus divertidos e diversas lojas de conveniência e suvenires.

Também é indicado reservar um dia para conhecer Niagara on the Lake, uma cidade charmosinha, que tem grandes tem vinícolas e bons restaurantes. É um excelente local para um descanso de fim de semana.

Quem leva?
Air Canadá
TAM
Delta
American Airlines

Quanto?
A partir de R$ 1.700

*A repórter viajou a convite da Comissão de Turismo do Canadá

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
sandra
sandra - 06 de Janeiro às 17:00
Saudade de doer vendo essa reportagem.... ja visitei todos os lugares e vale muitoo a pena