SIGA O EM

Senado dos EUA bloqueia reforma da NSA

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/11/2014 09:20

AFP /Agence France-Presse

O Senado dos Estados Unidos rejeitou nesta terça-feira examinar o projeto mais ambicioso de reforma do programa de vigilância americano desde as revelações de Edward Snowden, em 2013, apesar do apoio do presidente Barack Obama e dos defensores das liberdades individuais.

A chamada USA Freedom Act - apoiada por grupos do Vale do Silício e grandes empresas de tecnologia - representa um importante esforço para reformar a Agência Nacional de Segurança (NSA), após as revelações sobre os "grampos" do governo contra milhões de pessoas realizadas por Snowden.

A proposta para a análise da reforma obteve apenas 58 votos sobre 100, ficando abaixo dos 60 votos necessários para sua inclusão na ordem do dia do Senado, o que abriria o debate.

Quase todos os republicanos votaram contra e o fracasso deve adiar para 2015 qualquer discussão sobre a reforma.

A reforma visa limitar a ação da NSA, cujo programa clandestino "grampeou" milhões de cidadãos - nos EUA e no exterior - para combater a ameaça terrorista.

A lei prevê a criação de uma autoridade que poderá monitorar os registros de companhias telefônicas apenas em casos específicos.

"Obviamente estou decepcionado com a votação de hoje", disse o patrocinador da lei, senador Patrick Leahy, que prometeu não abandonar a luta.

A legislação pretende modificar de forma crucial o Patriot Act, aprovado após os ataques de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos, ao incluir um painel de ativistas para defender as liberdades civis dentro do Tribunal.

 

 

Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.