Publicidade

Estado de Minas

Japonês é condenado por fabricar duas pistolas com impressora 3D


postado em 20/10/2014 09:05 / atualizado em 20/10/2014 09:12

(foto: AFP PHOTO / JIJI PRESS JAPAN OUT )
(foto: AFP PHOTO / JIJI PRESS JAPAN OUT )

Um japonês de 28 anos foi condenado nesta segunda-feira a dois anos de prisão por produzir em sua casa de de duas pistolas com uma impressora 3D. Após a detenção em maio, Yoshitomo Imura, funcionário de uma universidade, admitiu que havia produzido as armas, mas disse que não sabia que seus atos eram ilegais.

Os advogados usaram o mesmo argumento no julgamento, mas o tribunal de Yokohama rejeitou a alegação e considerou a responsabilidade penal "grave". Pouco antes da detenção, Imura divulgou na internet um vídeo que mostrava as armas criadas com sua impressora 3D, o que deixou a polícia em alerta.

As impressoras 3D permitem criar objetos em relevo com a superposição de camadas de plástico ou outro material, a partir dos dados de um computador. No Japão, modelos da impressora são vendidos para o grande público a partir de 575 dólares.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade