SIGA O EM

Cinco milhões de contas e senhas do Gmail podem ter vazado em fórum russo

Publicação foi feita em encontro sobre Bitcoins, na Rússia. Especialistas sugerem que lista pode ter sido hackeada há muito tempo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/09/2014 18:25 / atualizado em 10/09/2014 19:08

Estado de Minas

Aproximadamente cinco milhões de usuários e senhas do Gmail vazaram e foram publicadOs em um fórum sobre Bitcoin na Rússia, nessa terça-feira. Um dia após o vazamento, sites especializados sugeriam aos proprietários de conta do gmail checar se o seu email estava na lista e trocar as senhas.

A lista foi tirada do ar e não há evidências de que o Gmail tenha sido realmente hackeado. Especialistas apontam que, possivelmente, o conteúdo publicado não confere entre os usuários e senhas ou estão desatualizados. As informações podem ser antigas e terem sido vazadas há muito tempo.

O usuário que originalmente postou o texto no fórum garantiu que pelo menos 60% das senhas vazadas ainda são válidas. O consultor de segurança americano Chester Wisniewski comentou ao site especializado Mashable que muitas das contas não estão mais sendo utilizadas. "Não existe honra entre ladrões, como dizem, e golpes como esses são executados numa tentativa de ganhar credibilidade entre outros criminosos", revela Wisniewski.

Ainda não é possível confirmar que o serviço foi comprometido. Algumas pessoas checaram seus endereços e descobriram se tratar de contas antigas, abandonadas ou já desativadas, ou não corresponderem usuários e senhas.

De acordo com os especialistas, mesmo que a publicação não seja, de fato, problemática para os usuários, um aspecto é recorrente - o reuso de senhas. Então nada de pânico. A orientação é para que não sejam usadas as mesmas senhas em diferentes serviços, modificar as senhas com números e letras em caixa alta e baixa e, ainda, mudar as senhas de tempos em tempos.
 
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.