SIGA O EM

Polêmico, Namoro Fake faz sucesso na internet

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/01/2013 07:00 / atualizado em 17/01/2013 11:30

Shirley Pacelli

Desde segunda-feira não se fala em outra coisa na websfera: Namoro Fake, um site que permite contratar uma namorada virtual para fazer bonito no Facebook. Internautas suspeitavam que seja apenas uma jogada de marketing de algum produto querendo criar outro viral na rede. De um dia para o outro, os 67 curtidores viraram 414 e o número só vem aumentando.

Há quatro opções de serviço : ficante, ex-namorada, namorada e namorada virtual. Enquanto um “rolo” de três dias custa R$ 10 e dá direito a três comentários, um relacionamento mais sério, de um mês, custa R$ 99. O superpacote inclui 30 comentários no perfil do cliente e até mudança de status para causar ainda mais furor no universo do Face. As mensagens são criadas pelo próprio usuário. O site lembra que os perfis são personagens e não pessoas reais e que eles respeitam todos os termos de uso da rede. Definido o plano, o consumidor conclui o pagamento direto por meio do Pag Seguro, podendo dividir   em até 12 vezes no cartão de crédito. O site envia ao seu e-mail o login e senha para a área restrita. Nesse espaço privado se escolhe a pretendente que irá enviar um pedido de amizade para o perfil em questão. Por mensagens o cliente sugere os comentários que a falsa namorada irá publicar.

E por que alguém contrataria esse serviço? Bem, o Namoro Fake expõe muitos motivos: torná-lo mais popular com as mulheres, fazer ciúme na ex-namorada ou mostrar que está bem depois de levar um pé no traseiro. Cada “namorada” só pode ser usada por uma pessoa do seu círculo . Afinal, não iria pegar bem a moça ficar com todos os amigos: a farsa poderia ser descoberta. “O serviço é extremamente discreto e seguro”, garante  Flávio Estevam, sócio proprietário do Namoro Fake e de empresa desenvolvedora de sites em Campo Grande (MS).
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.