SIGA O EM

Temer finaliza duas ações para ingressar na Justiça comum e cível contra Joesley

O presidente pede que também seja estabelecida indenização, mas o valor ainda não foi estipulado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1129461, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Lula Marques/Ag\xeancia PT', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/06/19/877401/20170619152024351792a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 19/06/2017 15:07 / atualizado em 19/06/2017 15:23

Agência Estado

Lula Marques/Agência PT

O presidente Michel Temer finalizou na manhã desta segunda-feira as duas ações contra o dono da JBS, Joesley Batista, e pouco antes de seguir para a Base Aérea, para embarcar para viagem de cinco dias para a Rússia e Noruega, deu entrada nos dois processos na Justiça.

Uma das ações será por danos morais, onde pedirá indenização financeira, e a segunda, será uma queixa crime, por difamação, calúnia e injúria, crimes contra a honra. O presidente decidiu acionar o advogado do PMDB, Renato Oliveira Ramos, para representar contra o empresário. A ação criminal foi impetrada na Justiça Federal e a cível, na Justiça comum.

Na ação inicial, Temer não estabeleceu um valor de indenização, mas isso poderá ser feito em um segundo momento, caso o juiz indique que pode especificar um montante. A ideia do presidente, caso consiga ganhar as ações na Justiça, é doar os valores referentes a elas a uma instituição da caridade.

Temer dedicou uma parte do fim de semana para discutir com seus advogados não só as ações a serem apresentadas na Justiça contra Joesley, que anunciou que faria em nota oficial divulgada sábado. No feriado, Temer se reuniu também com o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Carlos Velloso, que irá ajudá-lo na defesa da denúncia que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá apresentar contra o presidente, nos próximos dias.

O presidente já deixou o Planalto em direção à base aérea de Brasília, para embarcar para Rússia. Neste período, os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria de Governo, Moreira Franco, permanecerão em Brasília monitorando ações contra o governo e trabalhando pela reaglutinação da base aliada.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assumirá o comando do País com a viagem de Temer, não deverá ir ao Palácio do Planalto nesta segunda-feira, já que está em Pernambuco. Ele deverá começar a despachar no gabinete presidencial nesta terça-feira.

Tags: finaliza temer
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Ernesto
Ernesto - 19 de Junho às 17:30
KKKKK esse país é uma piada mesmo. Aqui é o país onde bandido vira celebridade, e quem é corrupto processa seus corruptores. É uma maravilha esse país.
 
claudio
claudio - 19 de Junho às 16:59
Segundo o joesley, o temer é sujo, mentiroso, ladrão e corrupto e já recebeu o joelesly na calada da noite no palácio do governo federal para tratar de assuntos não republicanos!!...mas se o temer afirma que o joesley é bandido, então porque este presidente desonesto e imoral o recebeu no palácio do governo já em altas horas da noite???..ou será que o joesley estava a visitar outras pessoas naquele local ..e neste caso quem seria??... que lhe abria as "portas "do palácio na calada da noite ??? será que o joesley conta com a colaboração furtiva de mais alguém dentro daquele palácio?? ..
 
Julcimara
Julcimara - 19 de Junho às 16:37
Mais dinheiro? O Presidente quer mais dinheiro do Joesley? Não basta o que entrou pelo ralo do esgoto, de forma espúria, criminosa, dolosa? Nem que seja para o dízimo. Chega!
 
Roberto
Roberto - 19 de Junho às 16:15
O que ele não quis responder a PF, respondera a defesa de Joesley. temer aqui se faz, aqui se paga
 
sandro
sandro - 19 de Junho às 16:00
Temer entrou com processo contra Joesley so se for pra denunciar a interrupção da propina e das mesadas ne. So se for pra isso. É pura estratégia e marketing, pra fingir que nao deve nada. Vai gastar o judiciário a toa.