SIGA O EM

Renan afirma que Senado não votará anistia a caixa 2 de campanha eleitoral

Neste domingo, o presidente Michel Temer e os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Rodrigo Maia, concederão entrevista coletiva no Palácio do Planalto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1088843, 'arquivo_grande': None, 'credito': 'Jane de Araujo/Agencia Senado ', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/11/26/827492/20161126220623481583u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 26/11/2016 22:01

Agência Brasil

Jane de Araujo/Agencia Senado

Em meio à polêmica em torno da possibilidade de que a Câmara dos Deputados, na votação do projeto anticorrupção, aprove uma anistia ao caixa 2 de campanha, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse neste sábado (26), em nota, que a Casa não votará nenhuma proposta de “anistia de campanhas eleitorais”. Segundo Renan, a medida visa “poupar” o presidente da República de eventual veto ou sanção de proposta impopular.

“O Senado Federal tem uma pauta posta até o final do ano, fruto de um entendimento entre as lideranças de todos os partidos. Em razão dessa pauta, o Senado não vai votar qualquer projeto que envolva eventuais anistias de campanhas eleitorais, poupando o Senhor Presidente da República de veto ou sanção sobre matérias dessa natureza”, diz a nota assinada por Renan.

Entrevista neste domingo no Palácio do Planalto

Amanhã (27), domingo, o presidente Michel Temer e os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Rodrigo Maia, concederão entrevista coletiva no Palácio do Planalto. Segundo assessores, eles irão reiterar que, caso o Congresso aprove anistia ao caixa 2, a proposta será vetada.

Na noite de ontem, o líder do PSD na Câmara, deputado Rogério Rosso (DF), por meio das redes sociais, afirmou que Temer prometeu que “vetará imediatamente” qualquer anistia a caixa 2 que possa vir a ser aprovada pelo Congresso.

Temer, que estava em São Paulo hoje pela manhã e voltou para Brasília à tarde, está reunido agora à noite, no Palácio do Jaburu, com o presidente da Câmara e o Secretário-Executivo do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), Moreira Franco. A assessoria do Planalto não informou o assunto da reunião.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Carlos
Carlos - 27 de Novembro às 10:13
Se fizerem a loucura de votar a anistia do caixa 2 e o presidente Temer não vetar, podem ter certeza, o país vai explodir,
 
Gustavo
Gustavo - 27 de Novembro às 08:24
Não votarão em 2016. Antes disso votarão a de "abuso de poder". Elas por elas. Espertinhos.