SIGA O EM

Saiba quem pode assumir o lugar de Geddel na Secretaria de Governo

Alguns nomes são especulados, mas aliados defendem que Temer não poderá ser apressado como foi na substituição de Marcelo Calero por Roberto Freire

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 25/11/2016 18:07

Paulo de Tarso Lyra , Júlia Chaib

O presidente Michel Temer segue tentando encontrar um nome para substituir o agora ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima. Não será uma tarefa fácil, uma vez que o substituto terá diante de si uma agenda dura, amarga, de ajuste fiscal e reforma da previdência. Além disso, precisará conduzir uma base cindida, em polvorosa pela eleição para a Mesa Sucessora da Câmara, em fevereiro do ano que vem.

Alguns nomes surgem como cotados, mas aliados defendem que Temer não poderá ser apressado como foi na substituição de Marcelo Calero por Roberto Freire, processo que foi praticamente instantâneo.

Na bolsa de apostas aparecem: o atual líder do governo, André Moura (PSC-SE); os assessores especiais da Presidência, Tadeu Fillipelli, Sandro Mabel e Rodrigo Rocha Loures; o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA); e com menos chances, o secretário do Programa de Parceria do Investimento, PPI, Wellington Moreira Franco.

Uma outra alternativa seria uma fusão da Casa Civil com a Secretaria de Governo. Neste caso, Eliseu Padilha cuidaria da política macro – ele já trata, por exemplo, da reforma da previdência e das conversas com os empresários – e deixaria outro nome para cuidar da política no varejo.

A situação é tão crítica que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, cancelou a agenda em São Paulo e permaneceu em Brasília. Ainda assim, manteve linha direta com o empresariado e o mercado financeiro para assegurar que as mudanças de comando não vão interferir na condução do ajuste fiscal.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Luiz
Luiz - 26 de Novembro às 12:22
Geddel já saiu e o Temer deveria acompanhá-lo, pois está destruindo o Brasil. O presidente não pensa no país e sim nos grupos que representa, principalmente naqueles que se acham donos do mundo.
 
Carlos
Carlos - 25 de Novembro às 19:18
Geddel o que tinha que dar, imaginem se continua...
 
Druso
Druso - 25 de Novembro às 19:02
Chama a Janaina Jabiraca!