SIGA O EM

Alegações do ex-ministro da Cultura não afetam Temer, diz Renan

O presidente do Congresso afirma ainda que o momento é de superar 'falsas polêmicas'

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1088717, 'arquivo_grande': '', 'credito': '/ AFP / ANDRESSA ANHOLETE ', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/11/25/827254/20161125182131839624e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 25/11/2016 17:55 / atualizado em 25/11/2016 20:56

Agência Estado

/ AFP / ANDRESSA ANHOLETE

Em meio à crise do caso Geddel no Palácio do Planalto, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou longa nota em defesa do presidente Michel Temer. Apesar de assumir que o ambiente é de crise, Renan afirma que o Senado se comportará com equilíbrio e garante a manutenção do calendário de votações da Casa, inclusive da PEC do Teto.

"As alegações do ex-ministro da Cultura não afetam o Presidente Michel Temer, que reúne todas as condições para levar adiante o processo de transição. As mexidas ministeriais tampouco afetarão o calendário de votações do Senado, que inclui a PEC do limite de gastos e o projeto de abuso de autoridade", escreveu.

O peemedebista citou outros projetos que estão na pauta de votação do Senado até o fim do ano, como a lei de licitações, a legalização dos jogos de azar e o fim da reeleição para cargos do Executivo. De acordo com Renan, se necessário, o recesso parlamentar de fim de ano será cancelado.

O presidente do Senado aproveitou para orientar que a Câmara faça o mesmo, e sugeriu a Rodrigo Maia (DEM-RJ) que adote um calendário de votações expressas.

Renan afirma ainda que o momento é de superar "falsas polêmicas". Na nota, ele cita outros momentos de crise, como o afastamento da presidente Dilma Rousseff e alega que o Senado agirá com a crise de Temer da mesma maneira: "equilíbrio, responsabilidade e atento à soberania e independência entre os Poderes".

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Aminadab
Aminadab - 26 de Novembro às 13:15
Se as Polêmicas São Falsas, porque o Renan não na Justiça contra quem inventou essas POLÊMICAS! Alô Povo Brasileiro vamos ficar de OLHO NESSE LOBO na pele de "CORDEIRO" que é na verdade UM CAPO!