SIGA O EM

Rosinha Garotinho defende que marido necessitava de tratamento urgente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1087556, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/11/20/825319/20161120203524496353e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 20/11/2016 20:31 / atualizado em 20/11/2016 20:36

Agência Estado

Rio, 20, 20 - A prefeita de Campos dos Goytacazes, no Norte fluminense, Rosinha Garotinho (PR), manifestou-se neste domingo, 20, em seu perfil nas redes sociais sobre a intervenção cardíaca sofrida pelo marido, o ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho. Segundo ela, Garotinho realmente necessitava de tratamento coronariano urgente.

"Agradeço aos que oraram e torceram pela saúde do Garotinho. Aos que duvidaram ou comemoraram, peço o perdão de Deus. Ele passou por procedimento neste domingo e encontra-se em recuperação em quadro estável. Meu marido realmente necessitava de tratamento coronariano urgente", escreveu Rosinha, que também já governou o Estado do Rio.

Garotinho foi preso pela Polícia Federal na quarta-feira, 16, na Operação Chequinho, que investiga o uso do programa Cheque Cidadão, do município de Campos, para obter apoio eleitoral. Garotinho é secretário municipal de governo na gestão de sua mulher.

Após a prisão, o ex-governador passou mal e foi transferido para um hospital municipal do Rio. Ele recebeu atendimento médico e indicação para realização de mais exames, mas acabou retornando à unidade de pronto atendimento do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, zona oeste da capital.

Após uma disputa judicial, a ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luciana Lóssio concedeu autorização para que Garotinho fosse transferido a um hospital particular e submetido a novos exames. O ex-governador deixou novamente a prisão em direção a um hospital privado no início da madrugada de sábado, onde teria permissão para receber a visita de parentes e advogados. Quando obtiver alta médica, a decisão da ministra do TSE prevê que ele siga para prisão domiciliar.

Segundo o laudo médico postado por Rosinha em sua conta no Facebook, Garotinho foi submetido a um cateterismo cardíaco na manhã deste domingo. Após o diagnóstico de uma "obstrução em ramo da coronária direita", ele passou por uma "angioplastia e implante de stent farmacológico". O procedimento foi bem sucedido, segundo a nota assinada pelo Dr. Marcial Raul Navarrete Uribe.

O estado de saúde de Garotinho é considerado estável. Ele está internado em observação na Unidade Cardiointensiva do Hospital Quinta D'Or, em São Cristóvão, na zona Norte da capital.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Maria
Maria - 21 de Novembro às 10:00
Dona Garotinha, a senhora e sua família q têm q pedir perdão a Deus, ostentaram uma vida de milionários, com o suor do povo brasileiro . Todos sabiam q vcs eram ladroes, mas nunca teve um judiciário que levasse vcs ate uma prisão.