SIGA O EM

Rosinha Garotinho diz que prisão de marido é 'retaliação'

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 18/11/2016 09:19

Agência Estado

São Paulo e Rio, 18 - A prefeita de Campos dos Goytacazes (RJ), Rosinha Garotinho (PR), chamou de "retaliação” a prisão de seu marido, o ex-governador do Rio Anthony Garotinho (PR), ocorrida na quarta-feira, 16, pela Polícia Federal, no âmbito da Operação Chequinho.

"Não há provas contra Garotinho, não houve roubo e nem desvio de dinheiro, não há prova contundente, isso é retaliação porque ele vem denunciando gente grande”, disse ontem a ex-governadora do Rio, em entrevista à Rádio Estadão.

Segundo Rosinha, a prisão só se concretizou porque seu marido realizou denúncias à Procuradoria-Geral da República na semana anterior, muitas das quais envolvendo pessoas com foro privilegiado. Garotinho é secretário de Governo do município.

Garotinho foi preso na quarta-feira no Rio, a pedido do Ministério Público Eleitoral, suspeito de comandar esquema de compra de votos em Campos, por meio do Programa Cheque Cidadão. As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Maria
Maria - 18 de Novembro às 09:34
RETALIAÇÃO, E Q O POVO BRASILEIRO DEVERIA FAZER COM TODO POLITICO CORRUPTO. ROUBAM TANTO, Q ACHAM NORMAL. CADEIA , NESSES BANDIDOS Q FAZEM FESTA COM O DINHEIRO PUBLICO.