SIGA O EM

Garotinho resiste à transferência para penitenciária de Bangu

Depois de ser atendido no Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio, o ex-governador chegou a chutar um funcionário para não ser colocado no veículo que o levaria ao presídio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1087037, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Vladimir Platonow/Ag\xeancia Brasil', 'link': '', 'legenda': 'Ao ser preso, Anthony Garotinho foi levado para a sede da Policia Federal, no centro do Rio de Janeiro', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/11/18/824783/20161118074602976169e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 18/11/2016 02:07 / atualizado em 18/11/2016 07:59

Agência Estado

Vladimir Platonow/Agência Brasil

O ex-governador do Rio Anthony Garotinho (PR) resistiu à transferência para o presídio de Bangu, na noite desta quinta-feira. Fotos e imagens em vídeo mostram Garotinho deitado numa maca do Hospital Souza Aguiar, no centro, relutando para entrar na ambulância. Ele levanta o tronco e é contido por um enfermeiro. Garotinho chega a chutar o funcionário para não ser colocado no veículo. A mulher dele, Rosinha Garotinho, prefeita no município de Campos, no Norte Fluminense, e a filha Clarissa Garotinho, deputada federal, aparecem à porta da ambulância tentando evitar a transferência.

O juiz Glauce Oliveira, da 100ª Zona Eleitoral do Rio de Janeiro, em Campos, determinou nesta noite a transferência imediata dele para o presídio Frederico Marques, no complexo penitenciário de Bangu. Às 21h45, um oficial de Justiça e policiais federais estavam no Hospital Souza Aguiar para iniciar o traslado, segundo o advogado dele, Fernando Fernandes.

Regalias

O juiz eleitoral, que na quarta-feira havia determinado a prisão de Garotinho sob acusação de comprar votos, escreveu na decisão dessa quinta que tomou conhecimento de que o ex-governador "está recebendo diversas regalias no Hospital Souza Aguiar". Garotinho foi transferido para a unidade de saúde às 18h15 de quarta-feira, após reclamar de crise hipertensiva enquanto aguardava, na sede da Polícia Federal (PF) no Rio, transferência para a PF em Campos.

"Nenhum preso tem direito a qualquer regalia ou tratamento diferenciado, seja em unidade prisional ou hospitalar, situação que a par de ferir a isonomia constitucional constitui, em tese, crime para quem presta a referida regalia. Mostra-se imperioso fazer cessar quaisquer regalias que o réu possa estar recebendo", escreveu o juiz na decisão desta quinta.

Ao determinar a transferência para Bangu, Oliveira afirma que "o referido complexo penitenciário é provido de uma Unidade de Pronto Atendimento e, segundo foi informado pelo diretor do sistema penitenciário, naquela unidade prisional é possível realizar o tratamento adequado". No presídio Frederico Marques, o ex-governador deve ser submetido à dessensibilização, procedimento preparatório para outro exame, que será feito em um hospital público em data a ser agendada.

"Realizada a dessensibilização, o custodiado deve ser encaminhado ao Hospital Aloysio de Castro para que lá seja internado com objetivo de realizar o exame descrito. Com o resultado do exame, poderá ser proferida nova decisão decidindo o local onde o réu ficará custodiado", determinou o juiz. Aloysio de Castro é o nome oficial do Instituto Estadual de Cardiologia, situado no Humaitá (zona sul do Rio).

O advogado de Garotinho criticou o juiz pela ordem de transferência, feita, segundo ele, sem autorização dos médicos: "É lastimável um juiz ultrapassar protocolos médicos e usar a força para retirar um paciente de um hospital. Jamais se viu decisão tão prepotente, arbitrária e desumana", afirmou.

Prisão

Garotinho foi preso às 10h30 de quarta-feira por policiais federais em um apartamento na Rua Senador Vergueiro, no Flamengo (zona sul do Rio). A prisão preventiva (sem data para terminar) foi parte da Operação Chequinho, que investiga o uso do programa Cheque Cidadão, do município de Campos, para obter apoio eleitoral. Garotinho é secretário de Governo de Campos, cidade governada pela mulher dele, a ex-governadora Rosinha Garotinho, também do PR. Antes da eleição de 2016, quase 20 mil moradores da cidade teriam ganho irregularmente o benefício, em troca de votos. Enquanto esperava a transferência para Campos, onde ficaria detido na sede da Polícia Federal, Garotinho afirmou estar com crise hipertensiva e acabou transferido para o Souza Aguiar.


Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde negou que Garotinho tenha recebido regalias no Hospital Souza Aguiar.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Full
Full - 19 de Novembro às 11:55
Pelo escândalo que ele aprontou, eu acho que o policial enfiou o dedão no toba dele.
 
Andre
Andre - 18 de Novembro às 12:09
Esse bandido se acha melhor a quem? Coloca ele no chão junto com tantos outros brasileiros que são pior tratados pela saúde pública.
 
HELBERT
HELBERT - 18 de Novembro às 11:06
Coitado gente! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Que apodreça na prisão! Pena que sabemos que isso não vai acontecer.
 
magda
magda - 18 de Novembro às 10:47
Garotinha continua garotinho...
 
Elias
Elias - 18 de Novembro às 10:47
Enquanto ta roubando, vivendo uma vida de luxo as custas dos impostos dos trabalhadores não fica doente, é só ser preso pronto aparece a doença, são todos uns caras de paus.
 
geraldo
geraldo - 18 de Novembro às 10:18
Garotinho mimado agora vai ver o sol nascer quadrado. Que esta visão seja o tempo necessário para pagar as falcatruas, corrupções e ilegalidades cometidas pelo "nobre" Garotinho. Não estou sendo cruel, apenas, estou estendendo ao garoto o mesmo que os demais cidadãos são submetidos quando descumprem a lei.
 
Maria
Maria - 18 de Novembro às 10:08
LADRÃO COMO QUALQUER OUTRA, NÃO TEM QUE TER REGALIAS.
 
Marcos
Marcos - 18 de Novembro às 10:05
É literalmente o "jus esperneandi"... Todo bandido se sente injustiçado. E os "devogados", dependendo de que lado estão, sempre têm palavras que se não justificam o erro do seu cliente, agridem a autoridade maior. |MP|
 
jose
jose - 18 de Novembro às 09:57
Esses bandidos evangélicos se acham acima da lei... Pensam que iriam ficar a vida toda impunes... Se escondendo atrás dessa farsa evangélica......
 
Leo
Leo - 18 de Novembro às 09:43
Vai sentir o gostinho da saúde pública de Bangú!
 
Voltaire
Voltaire - 18 de Novembro às 09:33
Se a Globo registrou essas imagens, Garotinho estará na próxima novela... Quanta encenação, meu Deus!... Político devia ser estudado: enquanto tá fazendo algo ilícito, acha graça e mostra uma saúde de menino, aí é preso, diz que tá passando mal, quase morrendo... Kkkkkkkkkkkkkkkk... Mas este tipo de político, se morrer, será um favor para o Brasil.
 
Ivam
Ivam - 18 de Novembro às 08:45
Esperneia ladrão. Quando estava nos roubando vivia sorrindo e feliz, agora que a PF chegou está nervosinho? Aceita que é melhor para sua saúde.