SIGA O EM

Maia diz que manifestantes sairão da Câmara presos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 16/11/2016 18:19

Agência Estado

Brasília, 16 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), determinou que a Polícia Legislativa prenda os manifestantes que invadiram na tarde desta quarta-feira, 16, o plenário da Casa. "Não vamos aceitar esse tipo de abuso", afirmou.

Maia disse que a ordem é para que eles sejam levados para a Polícia Federal, mas, em seguida, o primeiro-secretário da Mesa Diretora, deputado Beto Mansur (PRB-SP), informou que os manifestantes serão apenas indiciados e, na sequência, liberados.

O presidente da Câmara disse que foi informado sobre a presença de manifestantes armados e que essa foi a razão pela qual a polícia retirou a imprensa do plenário. Maia negou que tenha havido falha na segurança.

"O parlamento, diferente dos outros, é muito aberto. Todo mundo pode entrar. Na hora em que ampliamos o sistema de controle, dizem que somos autoritários. Não há parlamento na Europa em que as pessoas não passam por revista rigorosa", disse.

Nesta tarde, um grupo de manifestantes quebrou uma das portas principais do plenário e invadiu a sessão da Câmara. Os invasores defendiam a operação Lava Jato e o juiz Sérgio Moro e pediam a intervenção militar no País.

Os manifestantes começam a deixar aos poucos o plenário sob escolta de agentes da Polícia Legislativa. Maia afirmou que, assim que o plenário for liberado, a sessão será retomada.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600