SIGA O EM

Doações de campanha caíram de R$ 6,4 bilhões para R$ 2,4 bilhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 30/10/2016 14:11 / atualizado em 30/10/2016 14:17

Estado de Minas

De 2012, quando foram eleitos os atuais prefeitos,  para a disputa municipal deste ano, houve uma queda das doações de campanha de R$ 6,4 bilhões para R$ 2,4 bilhões. A informação é do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, em entrevista hoje na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ).

O presidente do TSE disse que houve reclamações do encurtamento do tempo de campanha e também sobre as doações de empresas, mas que agora caberá ao Congresso Nacional se debruçar sobre a reforma política eleitoral e o modelo a ser adotado para as próximas eleições.

De acordo com o ministro, as eleições transcorrem em clima de normalidade em todo o país, inclusive no Rio de Janeiro, São Luís e Porto Alegre, capitais que despertavam maior preocupação em função da presença do tráfico de drogas e da milícia em algumas regiões, principalmente no Rio de Janeiro.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600