SIGA O EM

Suspensa falência e empresa de Kalil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 20/10/2016 06:00 / atualizado em 20/10/2016 07:22

Marcelo da Fonseca

O candidato à Prefeitura de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PHS) conseguiu suspender no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) a decisão que decretava a falência de sua empresa, a Erkal Engenharia. Com isso, Kalil pode voltar a negociar com seus credores. A falência da Erkal foi motivo de vários ataques ao candidato por parte de adversários durante o primeiro turno, uma vez que o ex-presidente do Atlético adota na campanha o discurso de que não é político e sim empresário.

“Houve falhas no pedido de falência. Não foram apresentadas provas, e a dívida de R$ 70 mil tinha garantia em bens. Uma máquina da própria empresa servia como garantia do pagamento. Kalil não estava na condição de ser declarado falido”, explicou o advogado José Murilo de Procópio, que foi contratado na semana passada para acompanhar o caso. “O tribunal aceitou as alegações e Kalil volta a assumir a empresa”, disse.

Na decisão assinada anteontem, o desembargador Amauri Pinto Ferreira aponta que “o decreto falimentar é medida drástica, cujo reflexo retira da sociedade empresarial a autonomia e administração, como a possibilidade de exercício de suas atividades, o qual, em tese é passível de fomentar o crescimento da economia do país e gerar vários empregos”.
Em 20 de setembro, duas semanas antes do primeiro turno das eleições, a juíza Soraya Brasileiro Teixeira decretou a falência da Erkal. A empresa foi fundada pela família do candidato e é seu patrimônio mais conhecido.
Tags: eleicoes2016
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600