SIGA O EM

João Leite promete mais vagas nas creches em BH

Candidato do PSDB à Prefeitura de BH, João Leite garante atendimento a cerca de 17 mil crianças caso seja eleito. Em debate com médicos, afirma que cobrará repasses de recursos para a saúde

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1080520, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Jair Amaral/EM/D.A Press.', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/10/19/815499/20161019081347470853o.JPG', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 19/10/2016 06:00 / atualizado em 19/10/2016 08:17

Alessandra Mello

Jair Amaral/EM/D.A Press.

O candidato do PSDB à Prefeitura de Belo Horizonte, deputado estadual João Leite, se reuniu ontem com integrantes do Movimento de Luta Pró-Creches e garantiu que, se eleito, vai abrir vagas para as cerca de 17 mil crianças que não têm onde ficar enquanto os pais trabalham. O candidato prometeu ampliar os convênios com as organizações não governamentais que prestam esse tipo de assistência às crianças e também terminar e equipar as Unidades Municipais de Ensino Infantil (Umeis) em construção.


“Não podemos conviver em Belo Horizonte com 17 mil crianças totalmente abandonadas e fora da creche. São crianças que precisam da atenção da prefeitura. São mães que, sozinhas, comandam seus lares e nós precisamos dar a essas crianças estímulo para a educação.” Segundo o tucano, essas crianças muitas vezes permanecem sozinhas em casa com irmãos mais velhos, mas ainda menores, o que é um risco.

Para garantir mais vagas, o candidato disse que parte do atendimento será feito pelas creches já conveniadas, que terão seus contratos com a prefeitura ampliados. “Nós temos que proteger essas crianças e, para isso, valorizar o terceiro setor, que emprega mais do que a mineração. Temos 25 mil pessoas que trabalham nesse setor. Vamos valorizar e, assim que assumir a prefeitura, vamos conversar, pois temos um grande desafio e um compromisso de campanha de incluir e colocar 17 mil crianças nas creches. Vamos fazer convênios com essas creches e sempre dialogar e conversar com o movimento de luta pró-creche”, afirmou.

Wanderson Antônio Mourão, presidente do Movimento Luta Pró-Creche, disse que a intenção do encontro é estabelecer um diálogo com o candidato para, caso seja eleito, melhorar a qualidade do atendimento das crianças nas creches. “Hoje, nossa principal reivindicação é a questão do repasse financeiro, pois ele envolve a valorização do profissional de creche, a questão da infraestrutura para o atendimento em geral e às crianças com necessidades especiais”, disse Mourão.

Antes de conversar com representantes do Movimento de Luta Pró-Creches, João Leite se reuniu com sócios, conselheiros e dirigentes do Minas Tênis Clube, na sede do clube. O candidato falou aos participantes sobre suas propostas para fortalecer o esporte na capital.

Saúde


Ontem à noite, o tucano participou de um debate promovido pela Associação Médica de Minas Gerais. “Nós podemos ter uma saúde muito melhor em Belo Horizonte. Nossos médicos são muito competentes, temos boas escolas de medicina. Há gargalos na gestão e nos repasses de recursos. Imaginem um estado do tamanho que é Minas Gerais, nos últimos 14 anos ficar em 15º lugar no repasse de dinheiro para a saúde. Temos leitos de UTI que podem ser utilizados neste momento, mas não temos financiamento. Vamos cobrar isso”, afirmou João Leite, ao comentar sobre a falta de recursos para a saúde.

O candidato disse que, se eleito, vai criar um plano de formação médica para as instituições de ensino da área da saúde. “Quero que Belo Horizonte se transforme numa grande escola de saúde. Temos muitos médicos qualificados para ajudar nisso. Queremos usar todo o conhecimento que a medicina de BH tem, nossos grandes hospitais públicos, filantrópicos e particulares.”

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Antônio
Antônio - 19 de Outubro às 13:53
ESSA TURMA DO PSDB FICOU NO GOVERNO MINEIRO POR DEZESSEIS ANOS, INCLUSIVE, FOI ALIADO DO ATUAL PREFEITO E NADA FIZERA! E AGORA? DEPOIS DE DEZESSEIS ANOS O PSDB VAI FAZER ALGUMA COISA. GENTE OBRA DO PSDB É IGUAL CABEÇA DE BACALHAU! NINGUÉM NUNCA VIU!
 
Voltaire
Voltaire - 19 de Outubro às 10:00
Promessas, promessas e mais promessas. Não acredito que João Leite cumprirá nem 50%, caso seja eleito. Mas depois daquela foto pendurado no caminhão de lixo, não acredito nem que ganhe.