Publicidade

Estado de Minas

Após declarações de Kalil, PCdoB cancela evento de apoio à candidatura dele

O ato seria realizado na próxima quinta-feira ,as as recentes declarações do ex-presidente do Atlético fizeram a legenda reavaliar o posicionamento


postado em 11/10/2016 16:20 / atualizado em 11/10/2016 16:36

(foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press)
(foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press)

O PCdoB anunciou na tarde desta terça-feira o cancelamento do evento que faria em apoio ao candidato à Prefeitura de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PHS). A medida é em reação as declarações do ex-presidente do Atlético que criticou carta em que a legenda diz estar ao lado dele e contra “forças golpistas” que atuam na cidade.

O apoio do PCdoB a Kalil causou muito ruído nessa segunda-feira na campanha do candidato. Inicialmente, o ex-cartola agradeceu a posição da legenda e chegou a elogiar a “singeleza e delicadeza” de ter a deputada Jô Moraes (PCdoB) - que foi vice na chapa de Reginaldo Lopes (PT) no 1º turno -, ao lado dele. Mas, no final da tarde, postou vídeo em suas redes sociais rechaçando a iniciativa de associar a temática de “golpistas e não golpistas” à campanha dele.

Ao anunciar o cancelamento do evento de apoio, o secretário de comunicação do PCdoB, Aldanny Rezende, afirmou que a postura de Kalil causou estranhamento na legenda já que o apoio foi discutido em conversa no apartamento do candidato. “Ontem mesmo nos conversamos com o Kalil é havia grande entendimento de realizar esse ato na quinta-feira”, disse.

Apesar disso, Rezende disse que agora o partido vai reavaliar seu posicionamento. “Ficou sem clima para gente continuar”. Mas garantiu que a legenda continuará se posicionando contra a candidatura de João Leite (PSDB).

Já Kalil afirmou durante evento de campanha na tarde de hoje que não rejeita o apoio do partido, mas não pretende que essa questão de “golpistas” ou não seja associada a ele. "Não tentem colar em mim bandeiras que não me interessam. Fora Dilma, Fora Aécio, golpista, não quero nada disso. Quero ser prefeito de Belo Horizonte”, afirmou.

Porém, o martelo sobre o assunto será batido na segunda-feira, em uma reunião da executiva do PCdoB em que esses desdobramentos serão analisados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade