SIGA O EM

PMDB de Rodrigo Pacheco se une a João Leite, do PSDB, contra Kalil

O apoio foi oficializado nesta terça-feira com a entrega de propostas de governo do peemedebista para o tucano, que rasgou elogios ao terceiro colocado.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1077073, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Jair Amaral / EM / D.A. Press', 'link': '', 'legenda': 'Jo\xe3o Leite e Rodrigo Pacheco selaram a uni\xe3o com lideran\xe7as do PSDB e PMDB como testemunhas', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/10/04/810834/20161004142724977253i.JPG', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 04/10/2016 14:21 / atualizado em 04/10/2016 14:37

Juliana Cipriani /

Jair Amaral / EM / D.A. Press

O terceiro colocado no primeiro turno das eleições, deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB), oficializou, na manhã desta terça-feira, o apoio ao candidato do PSDB, deputado estadual João Leite na disputa pela Prefeitura de BH e já começou a pedir votos para ele. Ao lado de lideranças tucanas e peemedebistas, o parlamentar listou as propostas de governo que espera incorporar em uma eventual gestão do PSDB na PBH. Pacheco iniciou sua participação na campanha criticando o outro candidato, o ex-presidente do Atlético Alexandre Kalil (PHS).

“É inacreditável alguém dizer que BH não tem nada para fazer. A indignação de ver alguém falar que vai fazer funcionar a cidade sem dizer nenhuma para proposta . Isso eu não engulo”, afirmou. Pacheco teve o apoio de 118.772 eleitores que representaram 10,02% dos votos válidos no dia 2 de outubro.

Rodrigo Pacheco indicou que seu papel será fazer as pessoas de BH compreenderem que a política não pode ser negada. “A política tem que ser transformada com políticas adequadas, com pessoas decentes, de ficha limpa. O que vou fazer é levar essa mensagem não só às pessoas que confiaram seu voto em mim, mas a todos que estão indecisos”, disse Rodrigo Pacheco.

Várias pessoas presentes à coletiva na sede do PMDB que usavam o adesivo contra Kalil. Ao falar da escolha por apoiar João Leite, o deputado Rodrigo Pacheco disse ter se identificado com a retidão de caráter do tucano. Segundo ele, a única condição feita foi que o candidato incorpore algumas de suas propostas.

Interlocução com Temer


Entre as que serão assumidas estão a de criação das unidades de vida articulada (UVA), o incentivo às startups e a construção de 70 unidades de educação infantil (Umei). Pacheco pediu a João Leite que adote as premissas de fazer indicações técnicas para seu governo, padrões de governança pública de qualidade e não se esquecer do diálogo com a população.

O deputado do PMDB prometeu ajudar na interlocução com o governo do presidente Michel Temer. João Leite afirmou que vai assumir as propostas de Pacheco e que o peemedebista está no segundo turno com ele. “Recebo suas propostas e as levo junto com você para o segundo turno. Aqui se encontram pensamentos de sensibilidade pela vida das pessoas”, afirmou.

Encantado


João Leite disse ter se encantado com o entusiasmo de Pacheco no primeiro turno. “Quero dizer da minha satisfação de nesse momento, como velho nessa caminhada, abrir espaço para as ideias desse jovem, que, como eu, muitos belo-horizontinos aprenderam a amar, a gostar de você, do seu jeito perfeito de falar, da sua linguagem culta que nós aprendemos a ver em todos os debates”, afirmou João Leite.

Principal crítico do governo de Fernando PImentel (PT) na Assembleia, João Leite negou qualquer constrangimento em receber o apoio do partido do vice-governador, Antonio Andrade. “Nosso compromisso é com uma gestão séria em BH”, disse.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Pedro
Pedro - 04 de Outubro às 19:15
Se não afastar do Aécio vai perder feio.
 
Helio
Helio - 04 de Outubro às 19:07
Igual a qualquer outro político, vai querer uma beiradinha, e o povo bobo achando que o cara era diferenciado, simplesmente FARINHA DO MESMO SACO
 
Silvio
Silvio - 04 de Outubro às 17:27
So acho que o PMDB eh muito grande, muito maior que o PMDB de Rodrigo Pacheco.
 
vilmar+Santos
vilmar+Santos - 04 de Outubro às 16:14
Os golpistas se articulando.
 
Flavia
Flavia - 04 de Outubro às 15:55
Aécio de novo NÃÃÃÃÃÃÃO
 
Antônio
Antônio - 04 de Outubro às 15:32
Quanto mais apoio dessa banda podre da política, menos voto esse candidato da turma que mandou no estado por dezesseis anos e nada fez tem. ACORDA BELORIZONTINOS ESSA TURMA SÓ SABE ARRECADAR E GOZAR DAS MORDOMIAS QUE O PODER LHES OFERECE! O SENADOR AÉCIO SEQUER MORA NO ESTADO DE MINAS GERAIS, TEM RESIDÊNCIA EM IPANEMA. E TEM GENTE QUE AINDA VOTA NISSO.
 
schubert
schubert - 04 de Outubro às 15:02
Se o povo quiser mudança elegendo PSDB e PMDB, acho que tô no planeta errado.