SIGA O EM

João Leite e Kalil têm o desafio de ''encontrar'' 741 mil eleitores perdidos

Candidatos à PBH, João Leite e Alexandre Kalil montam estratégia de campanha para atrair a atenção daqueles que não foram às urnas ou votaram em branco ou nulo no primeiro turno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1077045, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Reprodu\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'Foto do apoio de Pacheco a Jo\xe3o Leite, selado por l\xedderes do PSDB e do PMDB no estado, vazou na internet ', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/10/04/810650/20161004073626879838a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1077046, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Rodrigo Clemente/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Kalil pretende trazer os indecisos para o debate de propostas e descarta alian\xe7a com outros partidos', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/10/04/810650/20161004073636442325u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 04/10/2016 06:00 / atualizado em 04/10/2016 12:54

Alessandra Mello , Marcelo da Fonseca

Reprodução

Rodrigo Clemente/EM/D.A Press

 Em busca dos mais de 741 mil eleitores que votaram nulo ou em branco ou não compareceram às urnas no primeiro turno, os candidatos João Leite (PSDB) e Alexandre Kalil (PHS) esperam aproveitar a campanha eleitoral e os debates televisivos para apresentar soluções para os problemas da cidade e convencerem os indecisos a votar no dia 30.

No primeiro dia após o resultado das urnas, os dois comentaram suas estratégias para a campanha. Kalil afirmou que pretende mostrar aos eleitores que não se posicionaram até agora os problemas da cidade. João Leite disse que assumirá compromisso com aqueles que têm “responsabilidade com a população”.

Kalil disse que pretende fazer alianças somente com os eleitores. “Quero buscar esse pessoal para o debate da cidade. Temos que trazer esse pessoal que não votou em ninguém para ver o que a cidade está passando, para ver o que está acontecendo em BH, porque abandonar a cidade eles já abandonaram lá na prefeitura. Agora o cidadão abandonar o povo mais pobre, o povo que está precisando, é sacanagem. É responsabilidade do belo-horizontino ajudar o belo-horizontino”, disse o candidato, que se reuniu ontem com integrantes da campanha e apoiadores para discutir estratégias para o segundo turno.

“Quero aliança com o indeciso, quero aliança com quem não foi votar, quero continuar com a aliança com os que estão sofrendo na mão dessa gente malvada, por causa desse descaso que o PSDB deixou a prefeitura. O resto não quero aliança de ninguém”, defendeu o ex-cartola, se referindo ao partido do seu adversário que chegou a fazer parte dos governos do atual prefeito Marcio Lacerda (PSB).

Kalil disse que vai aproveitar o tempo maior do segundo turno – no primeiro, ele tinha 20 segundos –, para mostrar suas propostas e o que ele pretende fazer caso eleito. Avalia ser muito difícil fazer uma “cidade amargurada, largada, abandonada funcionar”. “Mas vamos fazer”, garantiu o candidato.

ALIANÇA FECHADA

O candidato João Leite terá o apoio do deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB), terceiro colocado nas urnas, com 10,2% dos votos. A aliança foi costurada ontem, durante encontro que reuniu líderes do dois partidos, entre eles os senadores tucanos Aécio Neves e Antonio Anastasia e o vice-governador de Minas, Antônio Andrade (PMDB), seria anunciado apenas hoje, mas a informação acabou vazando e foi confirmada pela assessoria dos dois candidatos. A parceria será oficializada às 10h, durante novo encontro entre João Leite e Pacheco, na sede do PMDB. Segundo a assessoria do tucano, os dois vão fechar um pacto por BH, com o alinhamento das principais propostas.

Ao falar sobre a busca por alianças para o segundo turno, à tarde, João Leite não citou quais partidos iniciaram conversas com o PSDB e ressaltou a importância de um compromisso com todos os setores da sociedade. “Quero ter aliança com aqueles que têm compromisso com a responsabilidade. Ninguém vai fazer uma boa gestão se não tiver responsabilidade. Posso fazer propostas que podem não ser cumpridas, mas quero fazer compromissos com a realidade”, disse o tucano.

Ele se reuniu com especialistas em segurança pública e líderes de  comunidades terapêuticas que apoiam sua candidatura. João Leite destacou como principais propostas para o setor os trabalhos de prevenção, de redução dos danos aos dependentes químicos e de repressão, por meio do armamento da Guarda Municipal. “Estamos convencidos da prioridade para a questão da prevenção.”

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
CARLOS
CARLOS - 04 de Outubro às 20:39
essa tal de kaiu é igual ao pedro (apóstolo) "amigo" de Jesus.
 
CARLOS
CARLOS - 04 de Outubro às 20:37
faltaram na 1ª foto: lula, gilmar mendes, lewandovisk, zé serra, valdomiro santiago, dias toffoli, zé dirceu, japonês da federal. E a polícia federal pra prender essa corja.
 
Marcos
Marcos - 04 de Outubro às 14:12
O discurso do Kalil sustentando que não é político é muito bom já que estamos saturados de tanto político profissional a nos espoliar e enganar de diversos modos. Resta saber como ele fará para administrar sem política... Mas o pior de tudo é que votando no Kalil, estaremos votando também no vice que é petista. Em petista não voto nem... |MP|
 
PonchoSampedro
PonchoSampedro - 05 de Outubro às 18:39
Sério mesmo, coxinha?
 
Aldo
Aldo - 04 de Outubro às 12:56
Quem votou Branco ou Nulo não é necessariamente indeciso, acdredito até que a maioria é bem decidida e não vai mudar o voto no segundo turno. Eleitor indeciso na ultima hora fez uma opção qualquer e este sim deve ser o alvo dos candidatos, facilmente mudam de opinião.
 
Antônio
Antônio - 04 de Outubro às 12:54
Olha a turma que mandou no estado por dezesseis anos e nada fez de bom para a população. O Senador Aécio, apesar de ser votado em Minas, mora no Rio de Janeiro. Querem melhorar o estado com o que há de pior na política mineira. Leonardo Kintão?? ERRAR É HUMANO MAS PERMANECER NO ERRO É DE UMA IDIOTICE ABSURDA! E O JOÃO LEITE COM SEUS TRINTA E SEIS ASSESSORES DE LIVRE NOMEAÇÃO E EXONERAÇÃO? O GABINETE DE CADA DEPUTADO MINEIRO, CUSTA PARA OS COFRES PÚBLICOS, MAIS DE QUINHENTOS MIL REAIS. É A ELEIÇÃO ENTRE O PARASITA E O PAGADOR DE IMPOSTOS QUE CANSOU DE VER NOSSOS IMPOSTOS SENDO JOGADOS NO RALO!
 
Geraldo
Geraldo - 04 de Outubro às 11:35
Some mais um aos 741 mil.
 
helio
helio - 04 de Outubro às 10:58
Coitado do João Leite. Olha só a turma que saiu na foto dele. Com um apoio desses a campanha do Kalil vai disparar.
 
Helena
Helena - 04 de Outubro às 10:56
Eduardo. Você acredita ainda na" tchurma" do PSDB e PMDB? Não temos opções e então vamos mudar e experimentar o novo. Quem sabe da certo? Não é assim que temos que fazer? Procurar mudar?
 
Eduardo
Eduardo - 04 de Outubro às 10:48
Vai nessa de acreditar no Kalil e suas bravatas.
 
Helena
Helena - 04 de Outubro às 10:47
Essa foto da turma do PSDB e PMDB, os mesmos que querem mandar em Minas. Credo.Tô fora. Kalil na cabeça.
 
ÉRIKA
ÉRIKA - 04 de Outubro às 10:28
A cara deles: quanto pior, melhor! Kalil neles! E Deus que nos guarde!
 
Fernando
Fernando - 04 de Outubro às 10:07
Só para exemplificar, eu sou um desses 741 mil eleitores que não votou e nem votará em nenhum destes dois senhores, por razões pessoais e porque não acredito em suas promessas e nenhum dos dois me convence como candidato...E mais não votei em nenhum candidato, anulei, pois não confio em nenhum destes candidatos que somente agora aparecem pare nos pedir votos. E vou anula o meu voto novamente, pois não quero nenhum destes dois como prefeito de Belo Horizonte. Se o povo começar a ficar "ESPERTO" e parar de votar eles vão ter que mudar. Mas enquanto o voto não for "DISTRITAL", sem solução.
 
Brasil
Brasil - 04 de Outubro às 09:57
João Leite é gente boa, mas o que estão atrás dele, são os que vivem das tetas do estado e povo. São político de carreira, onde o povo pena com os serviços públicos.
 
Luís
Luís - 04 de Outubro às 09:50
Aliança de politico com pobre é assim: Os políticos fazem suas maracutaias de sempre e povo paga a conta, o pato e os prejuízos e as dívidas. Quem usa isso em campanha é hipócrita e acha que todo eleitor é idiota. Prefiro o Kalil que não tenta enrolar. fala o que pensa e pronto.
 
Marcelo
Marcelo - 04 de Outubro às 09:28
O Kalil disse que deve 100 mil para a prefeitura de IPTU porque é pobre... Pobre é bom pagador. Quem deve e não paga é desonesto!!!
 
Fernando
Fernando - 04 de Outubro às 10:09
Concordo, se ele é candidato, deveria ser o primeiro a dar o bom exemplo!
 
Aline
Aline - 04 de Outubro às 09:02
O Quintão está apoiando o João Leite?!rs João Leite envolvido no escândalo do mensalão e o Leonardo Quintão votou contra a cassação do Cunha. Vou votar no Kalil.
 
Ademilton
Ademilton - 04 de Outubro às 08:35
Isso Kalil! Faça compromisso com o povo que espera , melhor atendimento na saúde, educação e saneamento. Converse com os funcionários envolvidos nestas áreas. Vamos deixar a paixão futebolística de lado e votar no Kalil. Atleticanos, Cruzeirenses, Americanos e Flamengos (vamos ganhar do galo de novo! ...e roubado!!!) votem no Kalil!
 
sandro
sandro - 04 de Outubro às 08:09
Foto de Joao Leite com Aecio e Anastasia já colocou a campanha de Joao Leite por água abaixo. A limpeza que Minas Gerais quer, Belo Horizonte tambem quer. Chega de políticos de carreira. Chega de políticos que só querem mordomias e aposentadorias rápidas. Precisamos de gente nova, diferente, que não é político.
 
Fernando
Fernando - 04 de Outubro às 10:10
Concordo Sandro! Político que só quer "se arrumar" tô fora!
 
Humberto
Humberto - 04 de Outubro às 08:01
Depois de ver a corja de psdb e pmdb juntos não tenho mais dúvida, meu voto é kalil!