SIGA O EM

PT sai do ma­pa em re­du­to eleitoral de Minas

Par­ti­do foi der­ro­ta­do nas qua­tro prin­ci­pais ci­da­des do Va­le do Aço, re­gi­ão his­to­ri­ca­men­te li­ga­da à legenda. Ne­nhum dos pre­fei­tos pe­tis­tas con­se­guiu ser re­con­du­zi­do à pre­fei­tu­ra

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1076902, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/10/04/810646/20161004075741962092a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 04/10/2016 06:00 / atualizado em 04/10/2016 07:58

Flávia Ayer


A exem­plo do que ocor­reu no Gran­de ABC Pau­lis­ta, ber­ço po­lí­ti­co do Par­ti­do dos Tra­ba­lha­do­res no país, o PT tam­bém per­deu es­pa­ço no Va­le do Aço mineiro. Ne­nhum dos pre­fei­tos da le­gen­da con­se­guiu se re­e­le­ger na re­gi­ão me­ta­lúr­gi­ca, on­de, his­to­ri­ca­men­te, ha­via a pre­do­mi­nân­cia ver­me­lha no co­man­do das prefeituras. O PT foi der­ro­ta­do nos qua­tro prin­ci­pais mu­ni­cí­pi­os do va­le: Ipa­tin­ga, Co­ro­nel Fa­bri­ci­a­no, Ti­mó­teo e San­ta­na do Paraíso.

Em Ipa­tin­ga, a atu­al pre­fei­ta Ce­cí­lia Fer­ra­men­ta (PT) per­deu pa­ra Se­bas­ti­ão Quin­tão (PMDB), que tam­bém já co­man­dou o município. Ele fi­cou com 54% dos vo­tos, en­quan­to a atu­al man­da­tá­ria re­ce­beu so­men­te 15,6% dos votos. An­tes mes­mo da elei­ção, a cha­pa de Ce­cí­lia en­trou na Jus­ti­ça pa­ra im­pug­nar a can­di­da­tu­ra de Quin­tão, sob o ar­gu­men­to de que ele tem con­de­na­çõ­es que se en­qua­dram na Lei da Fi­cha Limpa.

Em bus­ca da re­e­lei­ção, o pre­fei­to de Ti­mó­teo, Keis­son Dru­mond (PT), te­ve que se con­ten­tar com o quar­to lu­gar, so­man­do 16,3% dos votos. Quem le­vou a dis­pu­ta acir­ra­da foi Dr. Ge­ral­do Hi­lá­rio (PP), com 25,6% da preferência. Em San­ta­na do Pa­raí­so, a can­di­da­ta Lu­zia do Kim (PRB) te­ve vi­tó­ria ex­pres­si­va fren­te ao pre­fei­to Zi­zi­nho (PT), ven­cen­do por 66,1% dos vo­tos con­tra 24% do petista.

Foi em Co­ro­nel Fa­bri­ci­a­no que o PT te­ve o me­lhor de­sem­pe­nho nas elei­çõ­es no Va­le do Aço, on­de a atu­al pre­fei­ta Ro­sân­ge­la Men­des (PT) con­cen­trou 29% dos votos. Ain­da as­sim, o per­cen­tu­al fi­cou bem dis­tan­te dos 46,6% con­quis­ta­dos pe­lo can­di­da­to vi­to­ri­o­so, Dr. Mar­cos Vi­ní­cius (PS­DB), pe­la pri­mei­ra vez na dis­pu­ta por um car­go eletivo. Com­pon­do a cha­pa com Ro­sân­ge­la, o vi­ce-pre­fei­to de Fa­bri­ci­a­no, Bru­no Tor­res (PV), acre­di­ta que a der­ro­ta dos can­di­da­tos à re­e­lei­ção no Va­le do Aço re­fle­te um mo­vi­men­to que ocor­re em to­do o país. “Há um de­se­jo de mu­dan­ça no país que atin­giu a can­di­da­tu­ra de quem quis se reeleger. Su­po­nho que es­se de­se­jo de mu­dan­ças atin­giu a todos. É cla­ro que atin­ge em um grau mai­or ao PT, por­que é o mais ata­ca­do na­ci­o­nal­men­te”, afirma.

Ex-de­pu­ta­do es­ta­du­al, Chi­co Si­mõ­es, pre­si­den­te mu­ni­ci­pal do PT em Fa­bri­ci­a­no, afir­ma que o de­sem­pe­nho da le­gen­da no Va­le do Aço re­fle­te uma des­cons­tru­ção par­ti­dá­ria fei­ta pe­la gran­de mí­dia em re­la­ção à legenda. “Não quer di­zer que não ti­ve­mos er­ros, mas foi mas­si­fi­ca­do que o er­ro de pe­tis­tas foi de to­do o partido. A res­pos­ta foi pro­por­ci­o­nal on­de o PT sem­pre foi mais forte. O Va­le do Aço é o ber­ço da le­gen­da em Mi­nas, en­tão o tom­bo foi mai­or”, analisa. Se­gun­do Si­mõ­es, o par­ti­do já não en­con­tra tan­ta pe­ne­tra­ção en­tre os me­ta­lúr­gi­cos da região. “Com o de­sem­pre­go vi­o­len­to e o re­flu­xo da si­de­rur­gia, o que eles que­rem é lu­tar pe­la so­bre­vi­vên­cia e man­ter o em­pre­go de­les”, destaca.

VI­ZI­NHOS Em ou­tros mu­ni­cí­pi­os pró­xi­mos ao Va­le do Aço, tam­bém não hou­ve es­pa­ço pa­ra o PT. Em Go­ver­na­dor Va­la­da­res, no Va­le do Rio Do­ce, vi­tó­ria de la­va­da do can­di­da­to An­dré (PS­DB), com 81% dos votos. O ve­re­a­dor Glê­ds­ton Gue­tão (PT), cu­jo no­me foi en­vol­vi­do na ope­ra­ção Mar de La­ma da Po­lí­cia Fe­de­ral (PF) te­ve ape­nas 7,4%. Em No­va Era, na Re­gi­ão Cen­tral, os tu­ca­nos tam­bém le­va­ram a me­lhor com a vi­tó­ria de Lau­ra (PS­DB), com 66,5% dos votos. O se­gun­do co­lo­ca­do foi o pe­tis­ta Ro­ber­to Bi­ca­lho, o Fran­go, com 33,5%. Tam­bém na Re­gi­ão Cen­tral, Jo­ão Mon­le­va­de te­ve tam­bém elei­ção da tu­ca­na Si­mo­ne Moreira. Não hou­ve can­di­da­to do PT, que apoiou o can­di­da­to do PDT, Railton.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600