SIGA O EM

Kalil diz que ida para segundo turno é 'absolutamente impressionante'

O candidato do PHS comemorou a segunda posição já que tinha apenas 20 segundos de tempo de propaganda na TV

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1076806, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Paulo Filgueiras/EM/D.A Press ', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/10/02/810204/20161002204700616239u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 02/10/2016 20:36 / atualizado em 03/10/2016 14:45

Marcelo Ernesto , Isabella Souto /Estado de Minas

Paulo Filgueiras/EM/D.A Press

O segundo colocado na apuração de votos para a Prefeitura de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), afirmou que sua ida para o segundo turno é “absolutamente impressionante”. “Você lutar sozinho contra dois senadores, um prefeito e um governador e ter 300 mil votos dessa população com 20 segundos de TV é um negócio absolutamente impressionante”.

 

 Blog Comunicação e Poder: dez saldos da eleição que fortaleceu Aécio e Alckmin para 2018


Em entrevista na porta de sua casa, no Bairro de Lourdes, Região Sul de BH, ele ressaltou que seu pouco tempo de TV, apenas 20 segundos, agora será mais igual com o adversário, o tucano João Leite.

Para a disputa do segundo turno, Kalil rechaçou alianças e afirmou que quer apenas o apoio da população. “Só converso com o povo. Não quero aproximação de nenhum deles. Não quero partidos, quero povo. Andar com essa gente não é bom está provado hoje nas urnas”, disparou.

“Este é um momento muito raro na minha vida e muito diferente. Eu tô muito feliz. Nós mudamos a história de BH”, afirmou durante coletiva. Ele estava acompanhado do vice-prefeito na chapa, Paulo Lamac (Rede) e do vereador eleito Gabriel Azevedo, que faz parte da equipe de campanha do ex-presidente do Atlético.


Kalil, acompanhou toda a apuração em casa, pelo computador. Ele teve a companhia da mulher Ana Luiza Laender, dos três filhos, além de noras e sobrinhos. Na casa dele está sendo servida comida síria: charuto, esfirra aberta, quibe cru e frito. Para beber, vinho e refrigerante. Nervoso, Kalil preferiu apenas café.

Na apuração, Kalil teve 26,51% dos votos, ficando em segundo lugar.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Sebastião
Sebastião - 05 de Outubro às 09:10
Antes de subir nas pesquisas.. o kalil declarava que ia apoiar o João leite do PSDB... fora que até as pessoas que estão em volta do Kalil também fazem parte do PSDB. Vide a pessoa que está junto dele na entrevista logo após o segundo turno.
 
Sebastião
Sebastião - 05 de Outubro às 09:08
O Cara que tá junto do Kalil... ao fundo É PSDEBISTA ROXO... kkkkkkkkkkkkk
 
Brandom
Brandom - 04 de Outubro às 02:14
Eu diria mais: sua votação foi inacreditável. Estou pasmo, ao ver seu relativo %u201Csucesso', mesmo sendo um especialista em disseminar a discórdia e ódio entre torcedores, além de ter levado seu clube a se tornar o segundo do país, em dívidas. Se eleito fosse, certamente o veríamos brigando furiosamente com o governo do estado e federal, para prejuízo da cidade. Mais uma prova da imaturidade de grande parte do eleitorado.
 
Jeronymo
Jeronymo - 03 de Outubro às 07:55
Há muito tempo que estamos sob o autoritarismo da PBH que faz o que quer. Já era tempo de mudar o modêlo que só é bom para os donos do poder municipal. Chega a hora é agora.
 
Jeronymo
Jeronymo - 03 de Outubro às 07:49
Kalil, faz bem em rechaçar alianças para o 2º turno. É o povo que deerá votar nele e não os partidos que somente querem manter suas mamatas no seus belos empregos.
 
Sebastião
Sebastião - 05 de Outubro às 09:09
Antes de subir nas pesquisas... Kalil ia apoiar o PSDB,,, se informe..kkk;; eles não são adversários. A gestão Kalil terá o PSDB no meio também.