SIGA O EM

Candidato Rodrigo Pacheco quer monotrilho para levar consumidores à Savassi

O deputado federal se reuniu com lojistas na manhã desta sexta-feira e ouviu queixas sobre iluminação, presença de moradores de rua e falta de manutenção

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1067334, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Jair Amaral EM/ D.A. Press', 'link': '', 'legenda': 'Rodrigo Pacheco se encontrou com lojistas na Savassi', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/08/26/797775/20160826131540347972i.jpeg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 26/08/2016 12:40 / atualizado em 27/08/2016 15:08

Juliana Cipriani /

Jair Amaral EM/ D.A. Press

O candidato do PMDB à Prefeitura, deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB), afirmou nesta sexta-feira que vai priorizar como solução de mobilidade urbana para a área da Savassi a construção de um monotrilho. Em reunião com os representantes dos lojistas da região, o peemedebista disse que o transporte de qualidade é um dos itens que podem incrementar a frequência de moradores e turistas no local.

Segundo o candidato, BH é hoje a quarta pior capital do Brasil em mobilidade urbana, com 1,1 mil veículos de passeio usados por 1,7 mil pessoas. Pacheco disse aos lojistas que é preciso fazer as pessoas terem a cultura de usar o transporte coletivo. O peemedebista disse que o metrô tradicional “também é uma opção”, mas o monotrilho é de cinco a nove vezes mais barato.

Pacheco disse que em função do solo de BH, o quilômetro do metrô custaria R$ 1 bilhão enquanto o mesmo trecho do metrô suspenso custaria R$130 milhões. “Temos que entender o que é mais inteligente viável e inovador em termos de transporte de massa”, afirmou.

Não precisa de política

Aos vendedores, Rodrigo Pacheco disse que sua gestão será pautada pela meritocracia e prometeu acabar com os cargos comissionados e trabalhar com funcionários de carreira do serviço público na PBH. “Sou um advogado bem sucedido e não preciso de política para sobreviver, estou nisso como uma missão”.

Um dos últimos colocados, sem nem pontuar nas pesquisas, o candidato disse esperar crescer com a propaganda de TV e os eventos públicos. “Não tenho duvida que, com o trabalho realizado e o acolhimento que estamos recebendo, vamos pontuar muito bem pesquisas próximos dias”, afirmou.

Lojistas querem segurança

Na conversa, os lojistas apresentaram uma lista de reivindicações de problemas a serem resolvidos pelo próximo prefeito. Eles entregarão formalmente o documento a Pacheco e aos outros candidatos.

Os donos de loja reclamaram dos moradores em situação de rua e menores infratores na Savassi, da falta de fiscalização e cadastro de flanelinhas e principalmente da segurança. Eles querem mais câmeras do olho vivo e mais guardas municipais no local.

Outro pleito foi pela melhoria da iluminação. Os lojistas cobram ainda alguma medida em relação aos hippies e vendedores ambulantes. Outros pedidos foram soluções para o lixo, estacionamentos e manutenção da área revitalizada da Savassi.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Cristiano
Cristiano - 27 de Agosto às 08:29
A cerca de 30 metros do asfalto, a maior parte do território belo-horizontino é formado por gnaisse, rocha resistente usada como brita na construção civil, e que oferece estabilidade para a passagem dos trens subterrâneos. Mais uma mentira de quem não tem conhecimento da matéria. Aconselho ao nobre candidato ESTUDAR a matéria.
 
Janice
Janice - 27 de Agosto às 07:28
Estamos perdidos com os candidatos à prefeitura . BH com tantas problemas e o indivíduo prometendo monotrilho? O monotrilho deve ligar os neurônios dele! Me poupe!
 
Fernando
Fernando - 26 de Agosto às 21:49
Antes das eleições: metrô, metrô, metrô, monotrilho, metrô. Depois das eleições: pintam faixas na avenida, chamam de faixa exclusiva para ônibus, colocam radares para multar carros e dizem que investiram na melhoria do transporte público. Fim.
 
Rogério
Rogério - 26 de Agosto às 20:29
Mais um coxinha.
 
Druso
Druso - 26 de Agosto às 20:13
Esse infeliz, do partido golpista, não nasceu em BH e está aqui há pouco tempo. Logo, pode-se esperar toda espécie de asneiras vindo das suas propostas
 
Marcio
Marcio - 26 de Agosto às 17:29
Com certeza o Sr não é meu canditato..... Porque qualquer coisa diferente de metrô não presta. A população quer o metrô e ponto final. colouqe o metro, se vai ser suspenso, no subsolo ou algo parecido não interessa. Desde que seja METRÔ!
 
ROBSON
ROBSON - 26 de Agosto às 15:18
O Tal Delio Malheiros vai dar continuidade a ações do Marcio Lacerda, como dito acima falta tudo, Tem falar com esse Rodrigo que a cidade não se resume a Savassi, e pelo jeito ele vai continuar sem voto.
 
Edney
Edney - 26 de Agosto às 14:27
Se esse candidato pagar o que foi gasto com o projeto para o metrô, meu voto será dele !!!
 
Leonardo
Leonardo - 26 de Agosto às 15:21
Voto nele tambem.