SIGA O EM

Lula é alvo em debate do Ministério Público

Candidatos ao comando do Ministério Público Federal, Janot e Carlos Frederico defendem a autonomia de procuradores que investigam as relações do ex-presidente com empreiteira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/07/2015 06:00 / atualizado em 28/07/2015 07:24

Eduardo Militão

Brasília – No momento em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva processa dois procuradores que atuaram em investigação contra o petista, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse nessa segunda-feira (27) que os membros do Ministério Público não podem ser intimidados com processos no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). As afirmações foram feitas no segundo debate entre candidatos para exercer o cargo entre 2015 e 2017. “No âmbito do Conselho Nacional, tenho me pautado com a discussão de que a autonomia funcional de um membro do Ministério Público não pode ser obstaculizada com processos disciplinares”, afirmou Janot.


Os procuradores da República no Distrito Federal Anselmo Cordeiro Lopes e Valtan Timbó viraram alvo do instituto Lula após fazerem representação para iniciar apuração no caso e instaurar a abertura de inquérito criminal contra o ex-presidente. À saída do evento, o principal opositor de Janot, Carlos Frederico Santos, também defendeu a conduta dos procuradores que atuaram em investigação contra o ex-presidente Lula, suspeito de tráfico internacional de influência para beneficiar a empreiteira Odebrecht. “Por que não? Se havia indícios, tinha que ser investigado”, afirmou.

Após o debate, a subprocuradora Raquel Dodge disse que a iniciativa pode ser uma estratégia da defesa do Instituto para mudar o foco e se colocar em posição de ataque. Nessa segunda-feira à noite, a assessoria do Instituto Lula disse que não comentaria as declarações dos candidatos.

Provocações O debate, promovido pelas associações de promotores e procuradores do Trabalho (ANPT), do Distrito Federal (AMPDFT) e Militares (ANMPM), foi morno. A maioria das perguntas se referia a pautas corporativas. Isso não impediu os candidatos de tratarem da Operação Lava-Jato. Janot lembrou que a instituição vive “um momento ímpar” em que deve responder a “provocações” de forma serena e responsável.  Ainda destacou os problemas de segurança vividos pelos procuradores.

     Frederico criticou Janot. Disse que, se for eleito, vai comandar a Lava-Jato sem uma postura “midiática”. Pediu pressa na investigação e afirmou que os procedimentos têm que ser abertos só com provas fortes, até para evitar conflitos desnecessários com o Congresso. “Dosifique o calibre da sua bala. Quando atirar, atire para derrubar. Isso minimiza a questão das relações institucionais.”

País corroído Raquel Dodge defendeu a criação de um sistema no Ministério Público para aferir a eficácia da instituição, com foco em resultados. “O Brasil não é país pobre, é rico, mas injusto e corroído pela corrupção”, disse. Ela afirmou que “o país clama por resultados” e o monitoramento poderia dizer se as escolhas foram acertadas para lutar por melhores serviços público, mais direitos fundamentais e menores índices de corrupção.

O subprocurador-geral Mário Bonsaglia disse que os orçamentos do Ministério Público representam uma ameaça latente porque a contratação de pessoal é limitada a 0,6% da receita da União. “O limite é exíguo e uma ameaça, um sinal amarelo.”

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Marcio
Marcio - 29 de Julho às 09:30
adeus lulinha... sua cela aconchegante o aguarda!
 
José
José - 29 de Julho às 09:28
Os robot petralhas continuam atuando na internet pra defender seus mentores bandidos.
 
Letho
Letho - 29 de Julho às 08:17
Lula 2018!
 
Gerson
Gerson - 28 de Julho às 17:29
AS PESSOAS JULGAM OS OUTROS POR AQUILO QUE SÃO. O LULA É LADRÃO PARA UNS E SUPER-HONESTO PARA OUTROS. MAS, UMA COISA É CERTA: ELE É ESPERTO DEMAIS. NADA SABE, NADA FALA, NADA OUVIU, NADA VIU. É UMA MÚMIA.
 
Italo
Italo - 28 de Julho às 17:27
Acabei de assistir 007 contra satânico Dr. No. Apesar de satânico e ter a intenção de acabar com o mundo, tinha muitos seguidores a lhe defender.
 
Full
Full - 28 de Julho às 15:47
Até hoje, as viúvas de Aecim não engolem a lavada que levaram aqui mesmo em MG. E nos dois turnos, ainda. Querem ver outro presidente no lugar de Dilmão? Então, elejam através do voto. Simples, é assim que funciona a democracia.
 
Carlos
Carlos - 28 de Julho às 19:02
Falou tudo, Full. Ass. Carlos Felipe Guimarães
 
SAMUEL
SAMUEL - 28 de Julho às 17:27
E agora, para descontar todo o seu recalque pela derrota, os reaças da direitinha raivosa estão pagando de justiceiros pelas ruas de BH. Ai de quem se aproximar de seus Iphones, de seus Rolex, de seus carrões. #AceitemDilmaVez! #Lula2018!
 
Full
Full - 28 de Julho às 15:47
Até hoje, as viúvas de Aecim não engolem a lavada que levaram aqui mesmo em MG. E nos dois turnos, ainda. Querem ver outro presidente no lugar de Dilmão? Então, elejam através do voto. Simples, é assim que funciona a democracia.
 
ROBSON
ROBSON - 28 de Julho às 12:44
Não há motivo para investigar o Lula, ele como sempre não sabia de nada é um verdadeiro Idiota, o mensalão e outros casos de roubo, feito debaixo do nariz dele pela equipe dele e ele não sabia de nada. existe duas opções ele é um Idiota ou um safado-ladrão.
 
leonardo
leonardo - 28 de Julho às 12:19
Lula Dilma PT e aliados tem que pagar pela quebradeira no país Mensalão, Petrolão, Eletronuclear daqui a pouco chega a vez de Hidrelétrica como Belo Monte
 
leonardo
leonardo - 28 de Julho às 12:18
Lua e a corja do PT quebraram o pais tem ir todos para cadeia
 
aloisio
aloisio - 28 de Julho às 11:08
O Lula ajudou a este país a ser o que é mundo. Um Pais grande forte e respeitado no mundo. Já tentaram e continuarão a tentar a sujar a imagem dele. Mas estamos de olhos e ouvidos atentos. Não tem nada para encontrarem querem apenas sujar o nome dele na imprensa só isso.
 
carlos
carlos - 28 de Julho às 12:32
Por tudo dito acima, nada lhe dá o direito de comandar esta roubalheira toda pois, só não vê, você e a sua turma deste militância vermelha...peça a canonização do seu "ídalo"...São Molusco do Garanhus!!!
 
Mauricio
Mauricio - 28 de Julho às 11:08
Infelizmente vai dar Pizza. Já começaram a soltar os mensaleiros. Vão arrumar um jeito de colocar um da "turma" para facilitar as coisas para o lula. É uma pena pois o nosso pais poderia estar próximo ao primeiro mundo, vamos ter um retrocesso de pelo menos 20 anos.
 
Reinaldo
Reinaldo - 28 de Julho às 09:55
No entanto, abusar de todo esse poder para perseguir cidadãos é, sim, condenável. Certas características da personalidade humana têm que ser analisadas no processo de investidura no cargo. Saber Direito é mais fácil do que ser neutro.
 
Voltaire
Voltaire - 28 de Julho às 09:53
Já perceberam que enquanto era presidente deste país, este cidadão, de nome Luiz Inácio, não sabia de nada, nunca tinha ouvido falar disso ou daquilo, nunca viu fulano ou beltrano, agora sabe até processar os outros. Devia ter vergonha na cara, botar a mala num saco e sumir. Claro, antes dar as devidas explicações ao Ministério Público.
 
Luciano
Luciano - 28 de Julho às 08:46
Triste Brasil!!! Não teria nem que haver esta discussão. Lula é um cidadão comum. E não digo comum como nós, pois a maioria de nós é honesta.
 
Reinaldo
Reinaldo - 28 de Julho às 09:56
Ao inverso, meu amigo, embora ele seja honesto, a maioria de nós não é.