SIGA O EM

PT teve em 2014 segundo turno para presidente mais disputado em Minas

Aécio teve desempenho melhor que Serra e Alckmin, mas não impediu 4ª derrota tucana em MG

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 745390, 'arquivo_grande': 'ns62/app/noticia_127983242361/2014/10/28/584202/20141028080149774520o.jpg', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2014/10/28/584202/20141028080144872983e.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': None}]

postado em 28/10/2014 06:00 / atualizado em 28/10/2014 08:01

Leonardo Augusto

O PT chegou nas eleições presidenciais de 2014 à quarta vitória consecutiva contra os tucanos em Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do país, com aproximadamente 15 milhões de títulos. O placar é o mesmo que o registrado na disputa nacional entre os dois partidos. Este ano, porém, nem o fato de o PSDB ter um candidato que foi governador do estado por dois mandatos foi capaz de reverter o resultado. Aécio Neves conseguiu reduzir a diferença em relação às disputas de 2002, 2006 e 2010, mas não o suficiente para sair com a vitória sobre o PT.

 Aécio teve em Minas 5,4 milhões de votos, ou 47,59% dos votos. O resultado mais próximo ao do senador no estado foi registrado por José Serra (PSDB-SP) em 2010. Hoje senador eleito pelo seu estado, o tucano teve 4,4 milhões de votos, ou 41,6% do total válido. Em ambas as eleições os candidatos do partido foram derrotados por Dilma Rousseff (PT) no estado, com 5,9 milhões (52,41%) e 6,2 milhões (58,4%) dos votos válidos, respectivamente.

A vitória mais expressiva do PT em Minas Gerais ocorreu em 2002, na primeira eleição de Luiz Inácio Lula da Silva. A disputa também foi contra José Serra. O tucano teve no estado 3,2 milhões (33,6%) dos votos válidos, contra 6,3 milhões (66,4%) do candidato do PT. Em 2006, o então concorrente tucano Geraldo Alckmin teve 3,6 milhões (34,8%) dos votos válidos em Minas, contra 6,8 milhões (65,2%) conseguidos por Luiz Inácio Lula da Silva.

O vice -presidente do PSDB no estado, deputado federal Domingos Sávio, afirma que o PT só venceu no estado porque usa o Bolsa-Família, em regiões pobres de Minas para conquistar votos. “É o uso da máquina pública”, diz. O tucano, no entanto, afirma ainda que ao longo dos últimos anos o PT e movimentos sindicais conseguiram “desconstruir” a imagem de Aécio Neves e do ex-governador de Minas Antonio Augusto Anastasia (PSDB).

Já o presidente estadual do PT, deputado federal Odair Cunha, avalia que o sucesso do PT no estado está relacionado a políticas públicas do Palácio do Planalto em Minas e ao fracasso do PSDB em não entregar o que prometeu aos mineiros em áreas como a saúde, educação e segurança. “Quando você diz que vai fazer e não faz, isso gera uma frustração muito grande na população”, afirma. Sobre os programas do governo federal para o estado, o parlamentar lembrou a entrega de caminhões-pipa, retroescavadeiras e motoniveladoras para municípios do estado dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600