SIGA O EM

Dilma Rousseff contará com 17 governadores aliados

PMDB elegeu sete, o maior número deles

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/10/2014 00:12 / atualizado em 27/10/2014 07:43

Marcelo da Fonseca

O PMDB foi o partido que mais conquistou comandos regionais. Com sete governadores eleitos, a legenda passou a controlar o maior número de estados no país. O PT e o PSDB elegeram cinco governadores cada. O PSB fez três, seguido do PSD e do PDT, que venceram em dois estados cada. PROS, PP e PCdoB elegeram um chefe do Executivo estadual cada.


Dessa forma, a presidente Dilma Rousseff (PT), em seu segundo mandato, terá uma base estadual maior. Serão 17 os governadores de partidos aliados ao Planalto. Eles eram 10.

Em relação à eleição de 2010, o PMDB também foi a legenda que mais ganhou espaço em âmbito estadual. Há quatro anos, os peemedebistas venceram em cinco estados, aumentando agora esse contingente para sete governadores. O PT manteve seus cinco governadores, o mesmo número de eleitos pelo partido em 2010. Já o PSDB perdeu espaço. Os tucanos, que, nas eleições passadas venceram em oito estados, perderam três postos.

O PSB, legenda que se tornou oposição aos petistas no fim do ano passado, quando confirmou o lançamento da candidatura do ex-governador pernambucano Eduardo Campos ao Planalto, também perdeu espaço em âmbito estadual.

Em 2010, elegeram-se seis socialistas, o dobro dos governadores do PSB em 2014. Enquanto o DEM sumiu do mapa, perdendo dois governos estaduais este ano, algumas legendas que não tinham nem sequer um governador conseguiram eleger representantes. O PDT e o PSD venceram em dois estados, enquanto o PCdoB, PROS e o PP fizeram um governador cada.

TUCANOS Nas disputas do segundo turno, os tucanos venceram em três estados. Em Goiás, Marconi Perillo (PSDB) conseguiu se reeleger com 57% dos votos, derrotando o candidato do PMDB, Iris Resende. Simão Jatene (PSDB) também se reelegeu para o governo do Pará. Já no Mato Grosso do Sul, o candidato tucano Reinaldo Azambuja venceu o senador Delcídio Amaral, do PT.

PETISTAS Os petistas venceram em dois pleitos neste segundo turno. No Acre, Tião Viana se reelegeu com 51,2% dos votos, derrotando o adversário tucano Márcio Bittar. No Ceará, a disputa foi apertada entre Camilo, do PT, e o peemedebista Eunício Oliveira, com vantagem de 53% para o petista.

ESTREIA Entre os partidos que conseguiram eleger governadores pela primeira vez, o PROS, legenda que recebeu o registro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em setembro de 2013, venceu a eleição no Amazonas: José Melo recebeu 55,9% dos votos.

Já o PSD, outro estreante nas disputas estaduais, fez dois governadores. Além da vitória no primeiro turno em Santa Catarina, com a reeleição de Raimundo Colombo, a legenda foi vitoriosa ontem no Rio Grande do Norte, com Robinson Faria (PSD) recebendo 54% dos votos.

As vitórias dos partidos PROS, PSD, PP e PDT ampliaram o número de partidos que agora comandam os estados. Em 2010, os 26 estados e o Distrito Federal ficaram divididos entre seis partidos. A partir do ano que vem, quando os novos governadores tomarem posse, os estados serão governados por nove legendas.


RANKING PARTIDÁRIO
PMDB - 7
Tocantins, Sergipe, Espírito Santo, Alagoas, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Rondônia
 
PT - 5
Minas Gerais, Bahia, Piauí, Acre e Ceará
 
PSDB - 5
São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul e Pará
 
PSB - 3
Pernambuco, Distrito Federal e Paraíba
 
PSD - 2
Santa Catarina e Rio Grande do Norte
 
PDT - 2

Mato Grosso e Amapá
 
PROS - 1
Amazonas
 
PP - 1
Roraima

PCdoB – 1
Maranhão

Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.