SIGA O EM

Passada a eleição, Dias Toffoli defende a união dos brasileiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2014 23:19

Estado de Minas

Roberto Jayme/TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, disse, hoje (26), que a sociedade deve voltar a ficar unida com o fim da disputa presidencial. A declaração de Toffoli foi feita na entrevista na qual o TSE anunciou oficialmente a vitória da candidata Dilma Rousseff (PT), reeleita para mais quatro anos de mandato. O presidente também minimizou a abstenção do eleitor no segundo turno. Ele destacou que a votação, por meio da biometria, será aprimorada para as próximas eleições.

Segundo Toffoli, com o fim da campanha, marcada por ataques pessoais entre os dois candidatos, as pessoas devem voltar a debater juntos os rumos do país. “No Estado Democrático de Direito, o que importa é que, passado o processo eleitoral, a sociedade volte a estar unida para pensar no desenvolvimento desta grande nação que é a nação brasileira. Realmente, esta foi uma eleição, desde a Constituição de 1988, em que houve muitas emoções e uma tragédia”, disse.

Sobre os problemas com a votação nas urnas biométricas, Toffoli disse que a Justiça Eleitoral investirá no aperfeiçoamento para o próximo pleito. No primeiro turno ocorreram problemas no sistema de identificação biométrica no Distrito Federal e em Niterói (RJ). De acordo com o presidente, os leitores de digitais foram trocados e técnicos do TSE foram enviados para fazer o treinamento dos mesários. “A Justiça Eleitoral sempre busca o aperfeiçoamento do seu trabalho. Em uma eleição em que comparecem às urnas mais de 11 milhões de eleitores, o número de ocorrência é insignificante”, minimizou.

Dias Toffoli também considerou normal o número de eleitores que não compareceram às urnas no segundo turno. Com 99,9% das urnas apuradas, o TSE registrou 21,1% de abstenção. O percentual representa 30,1 milhões de eleitores.

O resultado que deu a Dilma Rousseff a reeleição foi divulgado às 20h27, com 98% das urnas apuradas. Dilma estava com 51,45 % dos votos válidos e Aécio Neves (PSDB), com 48,45%.

Com Agência Brasil
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.