SIGA O EM

Eleitores elogiam voto em trânsito em BH

Trinta mil eleitores votarão em trânsito em todo o país, mais de 3 mil só na capital mineira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2014 11:57 / atualizado em 26/10/2014 12:34

Ailton Magioli /

Beto Magalhães/EM/D.A/Press

Inovador e muito bom. Assim o funcionário público Aderson Leon Pereira definiu o voto em trânsito que ele acabara de exercitar na manhã de hoje, ao lado da mulher Fernanda Cristina da Silva. Natural da Zona da Mata - ele de Leopoldina e ela de Juiz de Fora - o casal fez uso do serviço no Minascentro, onde também funcionava um ponto de justificativa de voto.

“A exemplo do primeiro turno, o pessoal deve deixar para votar no fim de tarde”, previu Henrique Paes, técnico de apoio que trabalhava no Minascentro. Três técnicos e oito mesários estão no local para atender os que votavam em trânsito e/ou queriam justificar a ausência do domicílio eleitoral.

Caso de Jandira Célia, a famosa cantora Dona Jandira que, por esquecimento do título em Ouro Branco, também na região central, onde reside, não conseguiu justificar o voto dela. Entre os dados para preenchimento do formulário é necessário o número do título, que Dona Jandira, infelizmente, não tinha. “Sou uma cidadã brasileira, claro que queria votar. Mas como fiz show ontem (sábado) à noite, em Nova Lima, não pude viajar a Ouro Branco”, reconheceu Dona Jandira, desolada. Confiante de que o comprovante de votação do primeiro turno fosse suficiente para justificar a ausência do domicílio eleitoral, a cantora, alagoana de origem, fez das Minas Gerais, há 20 anos, o palco principal da carreira artística.

Já Reginaldo Donizetti saiu do Minascentro “realizado”, segundo diz, depois de votar em trânsito pela primeira vez. Ao lado da mulher Áurea Maria dos Santos o representantes comercial, que é, de Elói Mendes, Sul de Minas, diz jamais abrir mão do voto. “Acompanho tudo, sou participante”, justifica a postura.
Segundo o técnico de apoio Henrique Paes, cada uma das oito seções eleitorais instaladas no Minascentro atenderia 413 eleitores inscritos para o voto em trânsito, enquanto o número de justificativa era um mistério, ainda.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 30 mil eleitores votarão em trânsito em todo o país, mais de 3 mil deles só na capital mineira. O chamado voto em trânsito é exercitado quando o eleitor pede autorização da justiça para votar fora de seu domicílio eleitoral. Já a justificativa, que exige o preenchimento de formulário, pode ser feita em até 30 dias após o pleito.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600