SIGA O EM

Dilma e Aécio percorreram 32 mil km na campanha do segundo turno

Esse é o total percorrido por Dilma e Aécio em suas viagens pelo país no segundo turno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2014 06:00 / atualizado em 26/10/2014 07:48

Jorge Macedo - especial para o EM

Leonardo Augusto




Os dois candidatos à Presidência da República adotaram a mesma estratégia de viagens de campanha no segundo turno das eleições: regiões com mais votos, receberam mais visitas. Dilma Rousseff (PT), que disputa a reeleição, e Aécio Neves (PSDB) concentraram as agendas no Sudeste, o maior colégio eleitoral do país, com mais de 62 milhões de títulos, e o Nordeste, segundo maior, com cerca de 38 milhões de habitantes aptos ao voto.


Ao todo, o candidato tucano viajou 19.943 quilômetros, cerca de 1,4 mil quilômetros a mais que a distância entre São Paulo e Tóquio. Com 12.646 quilômetros, a presidente Dilma Rousseff rodou aproximadamente mil quilômetros a mais que o trajeto entre São Paulo e Moscou. As contas levam em consideração as viagens feitas pelos candidatos no segundo turno até sexta-feira.


Dilma cumpriu agenda por 11 vezes em cidades do Sudeste. A maior parte, em São Paulo, onde participou de atos de campanha por seis vezes. A candidata perdeu a votação em primeiro turno para Aécio no estado, que teve mais de 4 milhões de votos que a adversária. O tucano, por sua vez, teve agenda por duas vezes em São Paulo. Ao todo, no Sudeste, Aécio fez campanha por oito vezes na região.


A cidade natal de ambos, Belo Horizonte, foi menos privilegiada tanto por um como por outro. Aécio, que venceu no primeiro turno na capital mineira, esteve uma vez em campanha na capital. Dilma não veio à cidade no segundo turno. Os dois visitaram cidades do interior do estado. A presidente pediu votos em Uberaba, no Triângulo Mineiro, e em Contagem. Aécio esteve em Caeté, mas para visita ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade, fora da sede do município.


O tucano, mesmo tendo recebido parte dos votos dos evangélicos que apoiavam Marina Silva no primeiro turno, foi o que adotou a agenda mais católica na campanha para a segunda etapa de votação. Além da visita a Caeté, o tucano foi a Aparecida (SP) e, na última quinta-feira, e se reuniu no Rio de Janeiro com o arcebispo Dom Orani Tempesta.


No Nordeste, o candidato do PSDB esteve por três vezes, contra seis de Dilma Rousseff. No primeiro turno, entre os estados da região, a petista só não venceu em Pernambuco, onde Marina Silva (PSB) ficou à frente na disputa. Na região, Dilma reservou mais espaço para agendas exatamente nesse estado. Na terça-feira viajou a Petrolina, Goiana, na Região Metropolitana da capital, e Recife.


O único candidato a ir ao Norte, a penúltima região em número de votos, foi Aécio. O tucano viajou a Belém, onde participou de comício. O Centro-Oeste, a menor em número de eleitores, também recebeu mais visitas de Aécio. O tucano esteve quatro vezes em campanha na região, contra uma da adversária. Situação oposta foi verificada no Sul, onde Dilma esteve por três vezes, contra duas de Aécio. Em uma das viagens a cidades da região, o tucano fez campanha em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, onde a presidente ocupou seus primeiros cargos públicos. Dilma esteve em Canoas, na Região Metropolitana da capital.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600