SIGA O EM

Pesquisas podem indicar alta de Aécio, diz especialista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/10/2014 20:31 / atualizado em 25/10/2014 20:46

Agência Estado

A redução na distância entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) nas pesquisas Ibope e Datafolha pode ser sinal de que a intenção de votos no candidato tucano está com viés de crescimento, influenciada pelas denúncias de corrupção na Petrobras envolvendo a petista e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, avalia o cientista político Humberto Dantas.

As pesquisas Datafolha e Ibope, publicadas neste sábado (25) mostram queda na diferença entre Dilma e Aécio. Segundo o Datafolha, Dilma oscilou de 53% para 52% dos votos válidos, enquanto Aécio foi de 47% para 48%. Já segundo o Ibope, Dilma passou de 54% para 53%, enquanto Aécio oscilou de 46% para 47%.

"Pode ser que Aécio tenha conseguido reverter o quadro, com uma tendência de crescimento dos votos a seu favor", afirmou o cientista político Humberto Dantas. Outro ponto favorável a Aécio foi seu desempenho no debate realizado na noite de sexta-feira (24), na TV Globo. Na avaliação de Dantas, o tucano se saiu melhor. "Aécio teve mais desenvoltura, falou melhor no debate", disse.

Por outro lado, Dantas ponderou que as pesquisas tiveram captação limitada dos efeitos da denúncia de corrupção e da audiência no debate, uma vez que as entrevistas com eleitores foram realizadas ao longo de sexta-feira e hoje. Se houvesse uma nova pesquisa nos próximos dias, o efeito das denúncias e do debate ficariam mais claros, argumentou o cientista político.

Dantas acrescentou que ainda há cerca de 5% dos eleitores indecisos, segundo as pesquisas. Apesar do número ser pequeno, é suficiente para definir a eleição neste domingo, uma vez que a distância é muito apertada nas intenções de votos aos dois candidatos. "Esses 5% podem mudar as eleições", afirmou.