SIGA O EM

No RN, Henrique Alves evita falar em voto em Dilma

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/10/2014 03:55 / atualizado em 24/10/2014 08:04

Agência Estado

Natal, 24 - O presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), candidato a governador do Rio Grande do Norte, se esquivou de responder, num primeiro momento, em quem votará para presidente da República neste domingo. "Não sei se a Dilma é a candidata dele. Ele tem dois candidatos: ora é Dilma, ora é Aécio", provocou Robinson Faria (PSD), adversário que desbancou a liderança de Alves, segundo as últimas pesquisas.

Faria aproveitou a deixa para ressaltar, ainda no primeiro bloco do debate da TV Cabugi, afiliada da Globo no Estado, que conta com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como seu cabo eleitoral. Lula gravou antes do primeiro turno um vídeo de apoio a Faria, de oito minutos, o que irritou Alves e a cúpula do PMDB. A campanha de Faria ainda continua usando o depoimento do ex-presidente. No Rio Grande do Norte, o PT apoia o candidato do PSD. O acordo com o PMDB, porém, era que Dilma e Lula não apoiariam abertamente nenhum dos dois candidatos.

Alves recebeu o apoio de Aécio no primeiro turno: o PSDB faz parte da coligação de 17 partidos da candidatura dele. No entanto, ele tem se posicionado como eleitor de Dilma, ressaltando que o PMDB ocupa com Michel Temer o cargo de vice-presidente. Mesmo assim, nos eventos de campanha de Alves nesta última semana era cada vez maior o número de militantes e simpatizantes de Aécio.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.