SIGA O EM

Dilma piora votação em 62% das cidades

Foram 3.447 cidades em que a candidata do PT teve menos votos agora, em termos proporcionais, do que há quatro anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/10/2014 11:31 / atualizado em 06/10/2014 11:35

Agência Estado

São Paulo - A presidente Dilma Rousseff piorou seu desempenho em 62% dos municípios do País em relação à eleição de 2010. Foram 3.447 cidades em que a candidata do PT teve menos votos agora, em termos proporcionais, do que há quatro anos. Em 29% dos municípios (1.637), Dilma melhorou. Nos demais 483, o desempenho foi igual ou variou, no máximo, um ponto porcentual para mais ou para menos.

Com Marina Silva (PSB) - que também concorreu à Presidência na eleição passada, só que pelo PV -, ocorreu o fenômeno contrário: a terceira colocada das disputas de 2010 e 2014 melhorou sua votação em 3.274 cidades (59% do total) e piorou em 1.269 (23%). Nas restantes 1.024, houve apenas oscilações inferiores a um ponto porcentual.

O tucano Aécio Neves, em comparação ao candidato do PSDB à Presidência de 2010, José Serra, teve desempenho pior que o correligionário na maioria dos municípios brasileiros: 51%, ou 2.860. Houve melhora em 39% (2.182) e oscilações de no máximo um ponto porcentual nos 525 (9%) restantes.

Os mapas mostram que Dilma concentrou grande parte de sua melhora de seu rendimento no Pará, em Rondônia, no oeste do Amazonas e no extremo sul do Rio Grande do Sul. O Piauí foi outro destaque de avanço.

Em contraste, a petista piorou em praticamente todos os municípios paulistas. Também teve desempenho inferior ao de 2010 na maior parte do território de Santa Catarina e do Paraná. Em Minas Gerais, onde enfrentou a concorrência de Aécio, ex-governador, a petista retrocedeu nos municípios do centro e do leste do Estado - mas venceu no total de votos.

Aécio teve menos votos que Serra em praticamente todo o Nordeste. Além de a região ser um reduto do PT, o tucano perdeu espaço para Marina, que avançou e ficou em segundo lugar em quase todas as cidades nordestinas. Os avanços do tucano ocorreram em grande parte de Minas, seu principal reduto, além de São Paulo, Paraná e norte do Rio Grande do Sul.

No caso de Marina, a melhora ocorreu em quase todo o País. As exceções são Minas Gerais, onde ela piorou em quase todo o território, e Santa Catarina. A ex-ministra também caiu no Distrito Federal. 
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.