SIGA O EM

Em SP, Skaf agradece votação e deseja sucesso a eleito

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/10/2014 21:07 / atualizado em 05/10/2014 21:15

Agência Estado

 O candidato do PMDB ao governo estadual, Paulo Skaf, falou com a imprensa na noite deste domingo, no portão de sua casa, na capital paulista, agradeceu os quase cinco milhões de votos que obteve e desejou sucesso ao eleito, o governador Geraldo Alckmin, do PMDB. Skaf não falou sobre a derrota nas urnas. "Esta noite é só de agradecimento aos quase cinco milhões de paulistas que depositaram sua confiança em minha pessoa", disse, ao lado dos filhos. Ele destacou o trabalho da imprensa durante a campanha e evitou fazer comentários sobre as críticas que fez ao seu adversário. "Durante a campanha fui recebido tão bem em todos os lugares e as pessoas passaram sentimentos para mim. Saio da campanha feliz e animado."

Skaf evitou falar de planos para o futuro e disse que vai esperar "a poeira assentar" "Amanhã é outro dia, tivemos uma campanha bastante corrida e concluímos essa etapa esta noite. Depois vamos avaliar todas as alternativas." Perguntado sobre as falhas que apontou na gestão de Alckmin durante a campanha, disse que respeitava decisão "soberana" das urnas. "As urnas elegeram o governador e só tenho que desejar sucesso para ele, Recebi o resultado de forma muito equilibrada e essa não é uma noite para análise. Só tenho que agradecer e desejar sucesso para o governador eleito."

O peemedebista acompanhou a apuração em casa, no bairro do Morumbi, zona sul da capital, na companhia da esposa, filhos, netos e assessores. Até às 20 horas, apesar da eleição praticamente definida com a reeleição do tucano Geraldo Alckmin, o peemedebista ainda esperava pelo final da contagem de votos.

Skaf passou o dia da eleição percorrendo as seções eleitorais, primeiro para votar, depois para acompanhar o voto dos cinco filhos e das noras. Ele também se encontrou com o vice-presidente Michel Temer, líder do seu partido, numa seção eleitoral dos Jardins. Durante o dia todo, Skaf manifestou confiança de que chegaria ao segundo turno. Ele esperava ter mais uma chance de expor suas ideias e seus projetos para o Estado.

No encerramento da votação, ao ser anunciado o primeiro resultado das pesquisas de boca de urna dando a eleição como decidida no primeiro turno por uma margem muito apertada, ele comemorou discretamente. Os números indicavam a possibilidade de segundo turno. Skaf entrou em casa e não tinha voltado a falar com a imprensa.

Nas entrevistas dadas durante o dia, ele evitou críticas aos adversários e disse ter feito uma campanha de propostas. De manhã, após votar, disse que a eleição só seria decidida na apuração. "Vamos aguardar com serenidade o resultado das urnas e a partir daí vamos traçar novos caminhos." Assessores avaliaram que faltou ao candidato apoio do próprio PMDB, que tem uma estrutura forte no Estado, com diretórios formados em mais de quatrocentos municípios.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.