Estado pagará 14º salário em 30 de março

Funcionários do estado receberão em 30 de março o prêmio por produtividade, pago pelo governo pelo cumprimento de metas. Anastasia anunciou os compromissos para este ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 20/02/2013 07:37

Marcelo da Fonseca

O governador Antonio Anastasia (PSDB) anunciou para 30 de março o pagamento do 14º salário para os servidores estaduais. O prêmio por produtividade vai representar um gasto de R$ 410 milhões ao governo de Minas. Aproximadamente 378 mil servidores receberão em média 81,1% do salário como bônus pelo cumprimento de metas estabelecidas pela administração do estado referentes ao ano passado. Cada equipe ou unidade dos órgãos estaduais, como secretarias, escolas e hospitais, teve o desempenho avaliado pela Secretaria de Planejamento, que definiu um percentual para o prêmio de cada servidor.

A avaliação foi feita de forma individualizada, com funcionários alcançando diferentes índices de participação. O cálculo usado para definir quanto cada funcionário vai receber no fim de março leva em conta o desempenho obtido nas metas por equipe estabelecidas pelo acordo de resultados – indicadores de gestão entregues à equipe de planejamento pelos órgãos da administração – e no percentual de dias trabalhados. Quem tirou licença por determinado período ou teve maior número de faltas, por exemplo, receberá percentual menor do benefício.

Nessa terça-feira, Anastasia admitiu que alguns setores vão precisar ampliar a quantidade de servidores para atender a demanda. “Em matéria de pessoal temos uma legislação que trata do reajuste anual conforme a variação da receita. Essa regra continua. Em alguns segmentos temos a necessidade de aumentar o número de servidores. Estou dando posse esta semana a 100 procuradores do estado e na próxima semana a 450 delegados. Também autorizamos concursos na área da segurança e educação”, informou o governador.

Entre as metas destacadas pelo governo estão a criação de unidades básicas de saúde, a entrada em atividade de três centros Viva a Vida, em Patos de Minas, Muriaé e Ribeirão das Neves, além do registro de 160 mil gestantes que passaram por exames de pré-natal. Na educação, a reforma em 516 escolas e o atendimento de 114 mil alunos pelo Projeto Educação em Tempo Integral foram apontados como principais metas cumpridas.

R$ 28 bilhões em investimentos

Anastasia reuniu o secretariado e suas equipes na tarde de ontem para apresentar metas e ações que deverão ser cumpridas até o fim de 2014, quando encerra seu mandato no Palácio da Liberdade. Segundo o governador, estão previstos para os próximos dois anos investimentos que chegam a R$ 28 bilhões. “São ações relevantes em todas as áreas de governo fomentadas pelos recursos vindo dos novos empréstimos no valor de R$ 9 bilhões, que se somam aos recursos das empresas e do próprio tesouro. Valores expressivos e que vão permitir investimentos robustos. Ainda temos em Minas, como em todo o país, dificuldades em vários segmentos, mas hoje as políticas públicas e seus indicadores garantem um planejamento estratégico para o cumprimento das metas”, disse Anastasia.

O tucano abriu o encontro lembrando as dificuldades enfrentadas na administração do estado por causa da crise econômica internacional, mas destacou o cenário otimista para este ano e apostou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de Minas deve ficar acima da média nacional. “O governo federal permitiu aos estados um limite maior no endividamento, garantindo uma movimentação econômica maior para que o poder público sirva de locomotiva para os investimentos. A participação do governo com o setor privado na construção de estradas, melhorias das escolas e hospitais vai influenciar nosso PIB”, garantiu o governador.

Metrô e rodovias entre as prioridades

A área de infraestrutura e obras receberá o maior montante nos próximos anos, com a reserva de R$ 3,75 bilhões para a implantação de cerca de 1 mil quilômetros de rodovias estaduais, distribuídos em 37 trechos e conclusão de 42 já licitados. A ampliação do metrô da capital também foi apontada pelo governador como uma das principais apostas para melhorar a mobilidade urbana na capital, com previsão de R$ 750 milhões investidos pelo estado por meio de empréstimos.

“A parte da infraestrutura tem um valor maior nesses aportes, até porque são obras maiores. O metrô está na fase de realização do projeto básico, estamos fazendo a licitação. Nesse meio-tempo as sondagens devem estar concluídas e a parte dos empréstimos já foi acertada com o governo federal. A ideia é ter a licitação, se não no fim deste ano, já no início do ano que vem”, disse Anastasia.

Entre as ações para a Copa do Mundo, o governador afirmou que o principal investimento do governo de Minas para o evento ficou por conta do novo Mineirão, mas as parcerias com a prefeitura e com o governo federal permanecem para as melhorias na mobilidade da região metropolitana e para a ampliação do aeroporto de Confins. “As obras em Confins são de responsabilidade da Infraero. Nós teremos certamente um passo positivo em setembro, quanto terá a licitação para a concessão do aeroporto, que passará para a gestão privada e deve ter maior agilidade. Estamos muito próximos nesse esforço”, ressaltou Anastasia.

Para 2014

Durante reunião com a equipe de governo, Antonio Anastasia comentou as movimentações políticas dentro do PSDB visando às eleições de 2014. Mesmo com o senador Aécio Neves (PSDB) apontado como principal nome do partido para tentar impedir a reeleição da presidente Dilma Rousseff, alguns integrantes da legenda defendem realização de prévias antes de confirmar o nome indicado pelos tucanos para o pleito. Uma possível disputa interna foi considerada bem-vinda por Anastasia. “Em Minas, já falávamos de prévias em 2010, nunca houve oposição de nossas forças políticas quanto a isso. Se for do entendimento do partido, não vejo nenhuma dificuldade”, avaliou.
Tags: