SIGA O EM

Mais de 300 agentes da Força Nacional chegam ao Rio para reforçar segurança

Eles se juntam a integrantes que já estão no Rio desde fevereiro, quando foram enviados para reforçar a segurança pública

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1121325, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Ag\xeancia Brasil ', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/05/09/867809/20170509183551496253u.JPEG', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 09/05/2017 18:30 / atualizado em 09/05/2017 18:42

Agência Brasil

Agência Brasil

Mais de 300 integrantes da Força Nacional chegaram hoje (9) ao Rio, depois de sair de Brasília e viajar de ônibus durante toda a noite. O grupo desembarcou no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da Polícia Militar (Cefap), em Sulacap, na zona oeste da cidade.

Os militares ficarão instalados na unidade, permanecendo em estado de prontidão para missões a serem designadas. Eles se juntam a integrantes da Força que já estão no Rio desde fevereiro, quando foram enviados para reforçar a segurança pública, devido à paralisação de policiais militares, que tiveram portas dos quartéis bloqueadas pelas esposas, e de manifestações contra a votação de pacote fiscal na Assembleia Legislativa.

O emprego da Força Nacional no Rio foi prorrogado por 90 dias, em portaria publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, e o prazo poderá ser estendido novamente, se necessário. Os detalhes para o emprego do novo efetivo serão definidos em conjunto pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e a Secretaria de Estado da Segurança do Rio de Janeiro.

Antes de embarcar para Brasília, onde acompanha votação de projetos sobre a situação fiscal do estado, o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, se mostrou satisfeito com a vinda do reforço. “Está chegando a Força Nacional e vão chegar mais policiais rodoviários federais, o que é muito importante. Tenho certeza de que o presidente Michel Temer, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, estão olhando com muito carinho para o Rio”, disse.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Nilson
Nilson - 09 de Maio às 19:13
Depois eles se vão, e volta tudo como dantes no quartel de Abrantes.