SIGA O EM

Integrantes das escolas de São Paulo se agridem durante apuração de notas

Briga começou porque jurado esqueceu de dar nota para a escola Império da Casa Verde

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 09/02/2016 17:04 / atualizado em 09/02/2016 18:25

Agência Estado

Os ânimos já estavam exaltados na leitura de notas da apuração para o vencedor do carnaval de 2016 de São Paulo, após um jurado não conceder nota para a Império de Casa Verde no quesito evolução. Uma nova falta de nota, de outro jurado no quesito harmonia para a Dragões da Real, acabou desencadeando grande confusão e paralisação da apuração de votos.

Pelo regulamento, se não há nota, automaticamente a escola recebe a maior nota dos outros jurados. Os integrantes das agremiações ficaram revoltados e ameaçaram invadir a mesa onde estava ocorrendo a leitura. Policiais da Polícia Civil fizeram cordão de isolamento para que os representantes não invadissem a mesa, mas logo em seguida integrante da diretoria da Unidos da Vila Maria agrediu representantes de outras escolas.

Um dos integrantes foi imobilizado por três policiais civis e colocado em camburão. A escola ameaça boicotar o resto da apuração e o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba dos Grupos Especial e Acesso do Carnaval de São Paulo deve prosseguir com a leitura das notas. Até a interrupção da leitura das notas, a Império de Casa Verde liderava a competição.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600