SIGA O EM

Primeira noite de desfile no Rio tem homenagem a Santos e Marquês de Sapucaí

Seis escolas desfilaram na elite do carnaval carioca com os mais variados enredos e fantasias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 999577, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'CHRISTOPHE SIMON / AFP ', 'link': '', 'legenda': 'A Unidos da Tijuca cantou o enredo "Semeando sorriso, a Tijuca festeja o solo sagrado"', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/02/08/732474/20160208100040429692i.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 999578, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'CHRISTOPHE SIMON / AFP ', 'link': '', 'legenda': 'Beija-Flor cantou neste ano a hist\xf3ria do personagem que d\xe1 nome \xe0 passarela do samba', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/02/08/732474/20160208102003706874e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 999579, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'CHRISTOPHE SIMON / AFP ', 'link': '', 'legenda': 'Beija-Flor cantou neste ano a hist\xf3ria do personagem que d\xe1 nome \xe0 passarela do samba', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/02/08/732474/20160208131524162947u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 08/02/2016 09:40 / atualizado em 08/02/2016 13:16

Jacqueline Saraiva /

CHRISTOPHE SIMON / AFP

Os desfiles das seis primeiras escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, entre a noite desse domingo e a manhã desta segunda-feira, não tiveram tanto luxo como em outras edições, mas tiveram passagens marcantes, como já é tradição do carnaval carioca. A Estácio de Sá abriu a Marquês de Sapucaí e os desfiles foram encerrados com a apresentação da Unidos da Tijuca. Beija-Flor, Mocidade Independente de Padre Miguel foram os destaques. Grande Rio e União da Ilha também desfilaram.

A Estácio de Sá fez um desfile pausado, sem pressa, na abertura dos desfiles. A escola que ficou oito anos longe da elite, trouxe as cores vermelho e branco e o enredo “Salve Jorge! O Guerreiro na fé”. O destaque foi para a comissão de frente com bonecos gigantes que deram vida a um cavalo marionete.

A União da Ilha do Governador trouxe as cores azul, vermelho e branco para o desfile do enredo “Olímpico por natureza. Todo mundo se encontra no Rio". Cadeirantes acrobatas na comissão de frente foram destaque da agremiação, além de uma grande ala de tipos cariocas, a escola contou como o Rio conquistou os deuses do Olimpo que vieram conhecer a cidade das Olimpíadas 2016. Os paradões da bateria também animaram o público.

Com o enredo "Mineirinho Genial! Nova Lima - Cidade Natal. Marquês de Sapucaí - O Poeta Imortal!", a Beija-Flor de Nilópolis cantou neste ano a história do personagem que dá nome à passarela do samba: o Marquês de Sapucaí. A campeã do último carnaval apresentou um desfile luxuoso, nas cores azul e branco. A passagem da escola pelo sambódromo celebrou ainda os 40 anos do intérprete Neguinho da Beija-Flor. Os 25 anos de carreira do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Claudinho e Selminha Sorriso, também foi comemorado no desfile.

A Acadêmicos do Grande Rio trouxe as cores vermelho, verde e branco. Com o enredo "Fui no Itororó beber água, não achei. Mas achei a bela Santos, e por ela me apaixonei...", a Grande Rio fez homenagem à cidade de Santos. A comissão de frente mostrou um Pelé criança, que sambou com uma bola. O rei do futebol e o jogador Neymar foram convidados, mas não puderam ir.

A penúltima a desfilar foi a Mocidade Independente de Padre Miguel, nas cores verde e branco. Os carnavalescos levaram o enredo "O Brasil de La Mancha: Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes, Sou Quixote Cavaleiro, Pixote brasileiro". A agremiação resgatou os enredos politizados. A cantora Anitta estreou como musa da escola. Ela e a cantora Claudia Leitte, que desfilou pelo segundo ano como rainha da bateria, foram destaques da Mocidade.

CHRISTOPHE SIMON / AFP

A Unidos da Tijuca cantou o enredo "Semeando sorriso, a Tijuca festeja o solo sagrado" e fechou a noite de desfiles da elite do carnaval carioca. Com as cores azul e amarelo, a escola fez uma homenagem à cidade de Sorriso, no Mato Grosso, conhecida como capital da soja. Ela abordou da criação do homem através do barro ao desenvolvimento da agricultura e vida no campo. Um carro em forma de colheitadeira, com pessoas fantasiadas de "supermilhos" foi destaque.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600