20°/ 27°
Belo Horizonte,
21/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ar-condicionado em ônibus pode virar obrigatório em SP


Agência Estado

Publicação: 02/09/2014 14:19 Atualização: 02/09/2014 17:42

Começaram a circular na manhã desta terça-feira, os 20 primeiros ônibus com ar-condicionado da cidade de São Paulo, onde rodam quase 15 mil coletivos. Os veículos, do modelo chamado "superarticulado", foram aprovados pelos primeiros passageiros, que destacaram o conforto da refrigeração interna em um dia quente - os termômetros de rua marcavam 27 graus Celsius por volta das 11h. A Prefeitura já estuda, inclusive, tornar obrigatória a aquisição desse tipo de coletivo pelas empresas concessionárias.

Metade dos veículos circula na linha 809P (Terminal Campo Limpo-Terminal Pinheiros) e a outra, no percurso 857P (Terminal Campo Limpo-Paraíso). Ambas operadas pela Viação Campo Belo. Outra característica que distingue parte dos veículos é que quatro deles já oferecem internet wi-fi de graça para os usuários. O sistema de validação do Bilhete Único também é diferente: ele conta com uma câmera que registra o rosto da pessoa que encosta o cartão, identificando se ela é a mesma da foto registrada na São Paulo Transporte (SPTrans) para os casos de gratuidade ou de cartões temporais.

Entretanto, o que mais marcou a viagem de quem usou o ônibus foi a presença do ar-condicionado. "É mais confortável, com certeza, especialmente para ir cochilando ou ouvindo música. Achei bem legal", disse a professora Lucielle Azevedo, de 28 anos. "Parece que a poluição diminui aqui dentro, porque as janelas são fechadas. Melhorou bastante", afirmou o servidor Antonio Fernandes de Oliveira, de 53 anos. "Só acho que os corredores poderiam ser menos estreitos."

Cada um desses veículos, que custam R$ 810 mil, segundo o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss), tem capacidade para transportar 58 pessoas sentadas e 115 em pé.

Wi-fi


O cobrador Edson Lima, de 51 anos, animado com as novidades do novo veículo onde trabalha, falava animado para todo os passageiros que entravam que agora era possível acessar gratuitamente a internet dentro do ônibus. "Está mais gostoso para trabalhar." Já o motorista Robson Valiante, de 43 anos, destacou o fato de os ônibus novos serem mais silenciosos. "E pensar que no Rio de Janeiro boa parte dos ônibus já é assim, com ar-condicionado."

Desde o início do ano, outros ônibus "superarticulados" (mas sem refrigeração) já circulam com sinal wi-fi em linhas que saem do Terminal Barra Funda, na zona oeste. Esses veículos são operados pela empresa Sambaíba.

O prefeito Fernando Haddad (PT) destacou que a tecnologia facilitará a vida das pessoas. "Ao longo do percurso, poder usar o laptop, poder trabalhar, já vai ganhando e economizando tempo, colocando em dia suas tarefas. Então, o wi-fi, o ar-condicionado e as faixas exclusivas vão criando um ambiente mais favorável ao transporte público. Tudo o que a gente quer é que as pessoas se sintam cada vez melhor utilizando o transporte público, com as comodidades da vida moderna."

A motorista de van escolar Elisângela Suardi, de 31 anos, era uma das passageiras da linha 809P que já estavam conectadas à internet do veículo. Visualizando sua conta no Facebook, ela disse que a conexão era veloz. "Foi o cobrador que me avisou da internet. Gostei. E achei bom também o ar-condicionado. Acho que com essas coisas, boa parte da reclamação das pessoas que não querem usar ônibus por ser desconfortável vai acabar."

O SPUrbanuss afirma que 200 ônibus com ar-condicionado, do modelo "superarticulado" - cuja capacidade é maior do que os antigos articulados -, já foram encomendados à fabricante Caio. O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, afirmou que eles devem começar a rodar ainda neste mês. A gestão Haddad pretende fazer com que esses veículos deverão ser usados principalmente nos futuros corredores de ônibus da capital.

Ar-condicionado

Tatto disse ainda que há uma década alguns ônibus com ar-condicionado circularam pela capital paulista, mas não tiveram boa aceitação do público. "Mas acho que agora o clima está mais quente e as pessoas estão mais acostumadas com ar-condicionado. Se a população aprovar, a tendência é daqui para frente é ter ônibus, os grandes, pelo menos, com ar-condicionado. Até porque o usuário vai preferir." Agora, a SPTrans irá monitorar a aceitação dos passageiros.

O secretário explicou ainda que a exigência para a compra e operação de ônibus com ar-condicionado poderá constar do futuro edital dos transportes da cidade, que deve ser lançado entre o fim deste ano e o início de 2015.

"Pode ser colocado inclusive como condição para operar, a questão do ar-condicionado. Geralmente, quando o usuário aceita, independe de ser uma exigência. O próprio concessionário ser propõe a colocar. Acho vai ser uma tendência, daqui para a frente, não ter mais ônibus na cidade de São Paulo sem o ar-condicionado."

"A experiência que tivemos dez anos atrás com ar-condicionado foi um problema, mas acho que agora o clima está mais quente e as pessoas estão mais acostumadas com ar-condicionado. Se a população aprovar, a tendência é daqui para frente é ter ônibus, os grandes, pelo menos, com ar-condicionado. Até porque o usuário vai preferir."

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.