15°/ 28°
Belo Horizonte,
21/NOV/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Justiça do Trabalho obriga USP a pagar salários de grevistas

A universidade terá 48h para pagar os funcionários que tiveram o ponto cortado em julho, por causa da greve

Agência Estado

Publicação: 01/09/2014 19:46 Atualização: 01/09/2014 19:50

A Justiça do Trabalho decidiu nesta segunda-feira, que a Universidade de São Paulo (USP) pague em 48 horas os salários dos grevistas que tiveram o ponto cortado em julho. Em caso de descumprimento, a instituição pagará multa de R$ 30 mil por cada dia de atraso.

Em relação aos salários de agosto, que serão pagos nesta sexta-feira, 05, a Justiça determinou que fossem pagos sem qualquer tipo de desconto. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), cerca de 1,6 mil funcionários tiveram o ponto cortado em julho por participarem da greve.

A decisão é da relatora do caso, juíza Fernanda Cobra, da Seção de Dissídios Coletivos do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região. O Ministério Público do Trabalho deu parecer contra o desconto dos salários dos grevistas pelos dias parados.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Sebastião Freitas
Houve apreciação do tema pelo STF recentemente, após isso a prefeitura de Belo Hte. descontou salários de funcionários em greve. Mais tarde ela mesma (PBH) fez o depósito, mas a justiça não foi ativada. Pergunto: por que em SP houve essa determinação da justiça e em B.H. não? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.