Principais líderes da PM não atuam mais em protestos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 28/08/2014 09:31 / atualizado em 28/08/2014 11:06

Agência Estado

Os dois comandantes da Polícia Militar que tiveram maior destaque durante os protestos de rua do ano passado não ocupam mais postos de comando do policiamento de rua da região central de São Paulo.

O tenente-coronel Ben Hur Junqueira Neto, antigo comandante do 7º Batalhão, teve a transferência para a reserva (aposentadoria) publicada no Diário Oficial do Estado de 7 de junho. O coronel deu parabéns a lideranças da manifestação do dia 13 de junho pela forma pacífica do ato, mas alertou que não seriam dele as decisões a serem tomadas naquela noite - a Tropa de Choque avançou sobre a multidão.

Já o tenente-coronel Reynaldo Rossi, que foi espancado por manifestantes em 25 de outubro, assumiu a Academia de Polícia Militar do Barro Branco, que forma oficiais da PM. Ele era o comandante de área do centro, responsável por atuar na maior parte dos protestos que ocorreram na cidade.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.