Incra reconhece área quilombola no Maranhão

Área a quase 100 quilômetros da capital São Luis é equivalente a 7,5 mil campos de futebol

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 11/07/2014 17:24 / atualizado em 11/07/2014 17:29

Agência Brasil


O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) publicou nesta sexta-feira (11) no Diário Oficial da União portaria em que reconhece uma área de quase 7,5 mil hectares no Maranhão como território remanescente de comunidades quilombolas. A área quivale a 7,5 mil campos de futebol.

A área fica em Itapecuru Mirim, no norte maranhense, a cerca de 96 quilômetros de São Luís, e abriga a comunidade quilombola Santa Rosa dos Pretos, também conhecida como Santa Rosa do Barão. O local está entre outros dois territórios quilombolas, Monge Belo e Filipa, e é atravessada pelas Estradas de Ferro Carajás e São Luís-Teresina, além da BR-135.


Conforme determina a lei, dos 7.496 hectares, 180 serão destinados às faixas de domínio das estradas de ferro, da rodovia federal e das redes de alta-tensão já instaladas na área. Assim, os quilombolas terão o direito de uso e, logo, a posse, de 7.316 mil hectares.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.