20°/ 27°
Belo Horizonte,
21/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Haddad comenta nova nomeação de secretário condenado

Agência Estado

Publicação: 10/07/2014 18:37 Atualização:

São Paulo, 10 - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) defendeu na manhã desta quinta-feira, 10, o vereador Ricardo Teixeira (PV), nomeado pela terceira vez como secretário de Coordenação das Subprefeituras apesar de condenado por improbidade administrativa. A Prefeitura precisou recorrer de uma decisão do dia 6 de junho que ordenou a administração municipal em exonerar Teixeira sob multa de R$ 10 mil por dia. A sentença tinha caráter liminar.

"Não é de corrupção (a acusação) e a sentença já foi reformada. Uma pessoa tem direito a duplo grau de jurisdição. Se tem uma condenação de primeira instância que foi revista pela segunda instância, tenho que atentar para isso", afirmou o prefeito, durante uma visita ao bairro da Vila Matilde, na zona leste de São Paulo. A principal justificativa de Haddad foi o afastamento da suspensão de direitos políticos.

Teixeira é acusado de, em 2001, quando fazia parte do quadro do PSDB, ter participado da contratação de um escritório de advocacia, sem licitação, quando era diretor de operações da empresa Desenvolvimento Rodoviário S.A (Dersa), durante a gestão do ex-governador Mário Covas (PSDB). O prefeito disse que o governo estadual é quem deveria ser cobrado pela ação movida contra o secretário. "Acho que o governo deveria estar respondendo. Se fosse do meu governo eu estaria respondendo", disse o prefeito.

Resposta.

Em nota, o deputado estadual Duarte Nogueira, presidente do PSDB de São Paulo, afirmou que "essa é mais uma tentativa do prefeito Fernando Haddad de tentar tirar o foco sobre si e sobre a responsabilidade que tem, enquanto gestor público, sobre suas ações e escolhas". O deputado disse ainda que "os jornais não estão noticiando algo que ocorreu há 13 anos, mas uma ação atual do prefeito, uma atitude tomada por ele e sobre a qual ele tem total responsabilidade".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.