Jornalista argentino morre em acidente de carro em São Paulo

Táxi em que estava Jorge Luis López foi atingido por veículo roubado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 09/07/2014 08:08 / atualizado em 09/07/2014 11:16

Estado de Minas

A madrugada desta quarta-feira registrou a segunda morte de um jornalista argentino no Brasil, durante a Copa do Mundo. Jorge Luis López morreu em um acidente de trânsito em São Paulo, quando o táxi em que estava foi atingido por um carro roubado. A colisão, que ocorreu após as 1h, fez com que o carro de López rodasse e atingisse um poste.

Conhecido na Argentina pelo apelido de Topo, o periodista estava no Brasil para cobrir a Copa do Mundo para a Rádio Lá Red e o Jornal Olé. "Choramos todos. E, apesar de ser um clichê, hoje é nossa dura realidade. Na noite de São Paulo morreu o nosso colega Jorge López. Companheiro de redação do Diário Olé, perdeu a vida em um acidente de carro, após um carro conduzido por três criminosos bater no táxi em que ele estava", descreveu o site do jornal.

Os ocupantes do veículo roubado eram perseguidos pela PM paulista no momento do acidente. Os dois adolescentes e um maior não se feriram na colisão e foram detidos em flagrante. O taxista teve um ferimento no ombro e foi levado para um hospital local.

Segundo a imprensa argentina, López mantinha uma "grande relação" com Lionel Messi - com quem teria estreitado o contato nos anos em que trabalhou em Barcelona, na Espanha. "Totpo enriquecia as páginas do Olé com suas notáveis entrevistas de Leo (Messi), que confiava e se sentia cômodo toda vez que o jornalista ligava o gravador."

No dia 2 de julho, a designer Maria Soledad Fernandez morreu em um acidente durante uma viagem entre São Paulo e Belo Horizonte, ela também estava no Brasil, credenciada como imprensa e trabalhando na cobertura da Copa do Mundo. Soledad era filha de Titi Fernández, renomado cronista esportivo argentino.

Com informações da Agência Estado
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.