MTST consegue reunião com autoridades e encerra protesto

Sem-tetos querem que terreno de construtora em zona nobre da cidade seja usado para construção de moradias populares.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 07/07/2014 15:19 / atualizado em 07/07/2014 16:04

Agência Estado


O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou na tarde desta segunda-feira, 7, que conseguiu marcar para esta quinta ou sexta-feira um encontro com representantes da Prefeitura e da construtora Even. "A reunião foi confirmada pelas Secretarias de Relações Intergovernamentais e de Habitação, sem data definida. Deve ser entre quinta e sexta-feira. Além de representantes de Even e da Prefeitura, vamos tentar que o governo federal e a Caixa (Caixa Econômica Federal) estejam presentes", afirmou.

Depois que a reunião foi confirmada, o grupo caminhou até o Largo da Batata, na zona oeste, onde a manifestação foi encerrada. O ato do MTST reuniu, na manhã desta segunda, cerca de 150 integrantes do movimento em frente à construtora Even, na Marginal do Pinheiros, na zona sul da capital. Os manifestantes são moradores da ocupação chamada de Portal do Povo, na região do Morumbi (zona sul) e reivindicam que o terreno pertencente à Even, invadido em 20 de junho pelo movimento, seja destino a moradia populares.

"Esse terreno é uma zona mista, que permite a construção de habitação popular. O ato é para pressionar que ele seja destinado a moradias populares", disse Boulos. Segundo o MTST, cerca de 2 mil famílias fazem parte da ocupação. No final da manhã, os ativistas chegaram à sede da Even, mas o prédio estava com as grades fechadas. Os manifestantes bloquearam duas faixas da Marginal Pinheiros no sentido da Rodovia Castelo Branco.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.