14°/ 25°
Belo Horizonte,
22/AGO/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Nascem macacos raros em zoológico de Bauru (SP)

Agência Estado

Publicação: 06/07/2014 21:49 Atualização:

Araçatuba, 06 - Dois macaquinhos raros nasceram no zoológico de Bauru, no interior paulista, que passou a ser o primeiro do País a reproduzir, em cativeiro, um filhote de macaco bugio de mãos ruivas (nascido há 30 dias) e crias da espécie sauim de coleira (nascido na semana passada).

A primeira espécie, recorrente na Amazônia e Mata Atlântica de alguns Estados do Nordeste, é considerada de alta vulnerabilidade. A segunda, quase extinta, é restrita apenas a poucas matas no entorno de Manaus e por isso é foco do programa de conservação do Instituto Chico Mendes.

“Não divulgamos os nascimentos antes para não atrair curiosos e atrapalhar a convivência dos animais”, explicou o diretor do zoológico, Luiz Pires. Segundo ele, o filhote de bugio de mãos ruivas é filho de um casal de macacos jovens, resgatados em março de 2013 no desmatamento para instalação da linha de transmissão de energia Tucuruí-Xingu-Jurupari. “Nem nós esperávamos esse nascimento tão rápido”, afirmou Pires.

Já o filhote de sauim de coleira nasceu de um casal recolhido com colecionadores. O filhote é o segundo da mesma espécie nascido no zoo de Bauru em dois anos. “Nosso zoo é o único que conseguiu reproduzir essa espécie em cativeiro.”

Nenhum dos casais pode ser reinserido na natureza, e a possibilidade de reinserção dos filhotes (cujo sexo ainda não pode ser determinado) deve ser avaliada. Mas o sucesso no zoo é tanto que o local receberá mais três animais de colecionadores.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.